A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

03
Fev 10

 

No tempo da ditadura, a quem fazia vida a ouvir conversas particulares das mesas do lado, nos cafés e restaurantes, chamávamos “bufos”. Ouviam, e iam rapidamente contar ao agente de ligação da pide o que os suspeitos conversavam e mais o que inventava.
Há hábitos que não descolam com facilidade!
Não é fácil acreditar, que o Primeiro-Ministro deste País, neste tempo, tenha reservado um almoço para resolver “o problema” , que, neste caso, é jornalista e se chama Mário Crespo.
Importante, este Mário ah!
Dando mesmo de “barato” que os colegas de Governo falaram (menos bem) de MC, onde é que está o problema? Ou, só ele (MC), e o seu entrevistado preferido (MC2), é que podem falar (mal) do governo, do Primeiro-Ministro, dos Ministros, dos deputados (alguns)?
Como é que, “com três ou quatro palavras apenas,” completamente descontextualizadas e alegadamente proferidas ao longo dum almoço particular, escutadas por pessoas não identificadas e alheias ao dito almoço, podem servir de notícia transmitida e retransmitida vezes sem conta?
Acho que o MC deu um tiro no pé!
Ah! A crónica que o MC mandou para o JN de facto não era “opinião”, era a sua defesa pessoal, pressupondo naturalmente, ter havido um “ataque” naquela mesa de restaurante.  
CLICAR E LER SOBRE MÁRIO CRESPO (MC) E MEDINA CARREIRA (MC2)
SBF
publicado por voltadoduche às 01:38

11
Dez 09

 

Eu juro que queria encontrar algum facto relevante que tivesse a ver com a evolução da nossa sociedade, e, principalmente, com o tratamento adequado das finanças e economia do nosso País, levado a cabo pelo ilustríssimo “comentador, tertuliano, fiscalista, economista e não sei mais o quê” Dr. Medina Carreira, mas, não encontrei. Muitos livros publicados, passagem fugaz pelo poder nos anos setenta, e mais nada.
O convidado preferido de Mário Crespo, para o seu jornal das nove e para o programa “plano/inclinado”, teve esta terça-feira, mais uma oportunidade de ouro na habitual tertúlia no Casino da Figueira da Foz, para voltar a profetizar a desgraça para o nosso País.
NÃO PRECISAMOS DESTES “PROFETAS”.
De quem nos empurre para baixo, estamos fartos!
Ânimo e alguma confiança, é o que nos faz falta.
SBF
publicado por voltadoduche às 00:29

07
Set 09

 

Em escrito assinado por Bruno Faria Lopes no “Jornal I” online de 5.09.2009 perguntava-se:
“Medina Carreira: voz lúcida sobre o país ou profeta da desgraça?”
 
 Não tenho dúvida, este senhor, que também já foi ministro em democracia num governo ido de Mário Soares,
 é, pelo menos, um perfeito profeta da desgraça.
Tem porta aberta nalguns órgãos de informação da nossa praça e arrasa toda a gente, principalmente os que estão à esquerda do PSD.
Já deixei de o ouvir, quando o M Crespo o convida mudo de canal porque o estômago fica revoltado.
SBF
publicado por voltadoduche às 00:39

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO