A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

12
Ago 10

 

Temos obrigação de nos curvar em homenagem aos homens e mulheres que, voluntariamente, se entregam na defesa de vidas e bens alheios.

 

Aos que morreram; que descansem em Paz!

 

À boleia das altas temperaturas e ausência de humidade, montam-se os criminosos concidadãos armando a desgraça nacional que são os incêndios florestais.

 

Principais causas objetivas:

 

Vegetação farta em virtude de inverno longo e chuvoso;

 

Deficiente limpeza dos campos e floresta; Altas temperaturas e tempo seco durante vários dias;

 

Atividade humana dolosa ou negligente acionando ignição aproveitando as condições ideais para a progressão rápida do fogo.

 

Aqueles, os veneráveis, ao princípio ignoram porque é azar alheio, depois já convém porque os jornais e as televisões começam a transmitir algumas imagens, e, no fim, quando o País já está bem mergulhado num braseiro humanamente difícil de dominar, aparecem eles e elas invadindo as antenas com as tiradas de grandes soluções para acabar com os fogos em Portugal.

 

A comunicação social que, para além do rescaldo do freeport, pouco mais tinha para dizer, tem dado toda a cobertura possível e impossível à temática dos fogos. Convidam especialistas e não especialistas, comentadores da treta, destacados membros da oposição e os habituais detratores do atual esquema da “proteção civil”.

 

Porque o tema me interessa, fiquei curioso com um anunciado debate na RTPN ontem à noite. Fiquei logo desiludido com a moderadora, e depois ainda mais porque verifico que dos convidados não consta ninguém da proteção civil nem ninguém a representar os Bombeiros Voluntários. Ainda pior fiquei com o início da discussão porque, a partir do mote do “eterno” presidente do sindicato dos Bombeiros Profissionais – que nesta altura sempre aparece em grande forma – a conversa, até onde ouvi, fixou-se num ataque “primário” ao voluntariado, culpando a instituição “Bombeiros Voluntários”, da maior parte dos problemas surgidos com a prevenção e combate aos incêndios; Simplesmente chocante!

 

Quando se ouvem as populações pedir mais meios, e protestarem porque os Bombeiros não vieram logo, bem se sabe ser genuína a revolta e até se compreende algum egoísmo – para muitos, o ideal era terem uma corporação de Bombeiros em cada rua – mas quando os falantes sã

SBF

 

(Foto: Jornal I Online)

publicado por voltadoduche às 16:55

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO