A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

20
Fev 11

Desde este Sábado que as televisões, repetidamente, passam imagens da catástrofe de há um ano na Madeira. Têm passado também reportagens feitas esta semana, com participação de madeirenses que viveram os acontecimentos. Dá para ver que alguns dos entrevistados têm muita dificuldade em falar do assunto mas, duma forma geral, o repórter não desiste.

 

Acho dum mau gosto terrível, voltar a passar imagens de hora-a-hora, sem que as mesmas sirvam para suportar qualquer tipo de notícia.

 

É legítimo que se assinale a passagem dum ano sobre as cheias na Madeira mostrando o que se já se fez, o que se recuperou e o que falta. Também é normal que se fale do que não tem corrido bem e que se apele às autoridades competentes.

 

É incrível como o que vemos nas televisões, tem muito mais a ver com as percentagens de audiência e share do que o interesse do telespectador e da população em geral.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 16:15

14
Jan 11

 

As imagens dramáticas que nos vão chegando da tragédia que se abateu sobre a zona serrana a norte do Rio da Janeiro, deixam-me com um nó na garganta.

 

As cheias acontecem por todo o lado, mas com este grau destruidor em bens e principalmente em vidas humanas, são autêntica catástrofe.

 

A nossa relação com o Brasil e com os brasileiros, faz com que nos sintamos amargurados e tristes com a situação.

 

Que a chuva pare e que os sobreviventes tenham força para recuperarem deste pesadelo.

 

As vítimas que descansem em paz!

 

Silvestre Félix

 

(Foto: Sapo)

publicado por voltadoduche às 01:02
tags: ,

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO