A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

02
Set 09

 

E Sócrates falou de modernidade, de confiança, de esperança, de abertura de espírito e de vontade de vencer nas legislativas do próximo dia 27.
Cometeu erros, mais de forma do que de contudo, mas porque fez reformas. Se não fizesse nada, não errava.
Há alguém que se lembre como é que era o pré-escolar e o 1º ciclo (primária) em 2005? Já toda a gente se esqueceu; 
 Há alguém que se lembre como é que eram obtidos documentos - certidões nas conservatórias, ou como se faziam registos, como se criavam empresas, como se cediam quotas de empresas, etc, etc  e quanto tempo demorava qualquer destes actos, em 2005?
Há alguém que se lembre como eram os divórcios litigiosos em 2005?
Há alguém que se lembre como e quanto tempo, eram as férias judiciais em 2005?
Há alguém que se lembre como um adulto – trabalhador conseguia terminar o 12º ano em 2005?
Há alguém que se lembre como era o ensino técnico – profissional em 2005?
Há alguém que se lembre quanto tempo esperava por uma consulta do seu médico de família em 2005?
Há alguém que se lembre quanto tempo esperava por uma primeira consulta num hospital público em 2005?
Há alguém que se lembre quanto tempo aguardava inscrito numa lista de espera para uma qualquer operação pelo SNS em 2005?
- Haveria muito mais coisas a perguntar. Na verdade já ninguém se lembra como o País estava muito mais atrasado em 2005. E as energias renováveis? E a investigação em várias disciplinas? E a saída da recessão técnica? E os índices de confiança? E a média do desemprego (9.2%) abaixo da zona Euro (9.5%) e comparando com Espanha (18%)?
SBF
publicado por voltadoduche às 01:27

Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

17
18

20
21
23
26

28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO