A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

15
Jun 11

Ninguém perceberia que se atrasasse a tomada de posse do novo Governo por causa de mil votos da emigração.

 

À partida, as declarações de Francisco Assis do PS davam algumas garantias de que isso não ia acontecer mas, logo veio um outro dirigente afirmar que o PS avançará até ao Constitucional.

 

Se estes votos pusessem em causa o resultado final, justificava-se tudo mas, se não é esse o caso, que se eliminem os votos e tudo volta ao normal. Ou então encurtem os prazos para reclamar, para analisar e para decidir. Precisam de mais 48 horas para quê? Ofício para lá, resposta para cá e outro ofício para lá!

 

Continuamos a brincar?

 

Mobilizem o quórum de emergência e tomem decisões rápidas.

 

O País não pode esperar por tais formalismos.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 21:52
tags: , ,

13
Jun 11

Nouriel Roubini, o tal que previu a atual crise, alerta para a tempestade que aí pode vir a partir de 2013. Uma crise em cima doutra mas muito mais acentuada.

 

Considera grave a situação orçamental americana e apetecível para que os especuladores se atirem às deficiências da sua economia. O elevado deficit pode levar a um processo idêntico ao que acontece neste momento na Europa.

 

Com os problemas americanos, com o previsível arrefecimento da economia chinesa, a situação difícil do Japão e as indefinições e hesitações da União (??) Europeia para resolver os reescalonamentos das dívidas soberanas, nada de bom pode estar para vir depois de 2013.

 

Entretanto, a Zona-Euro vai marinando entre umas “trinchadelas” do trichet e o poder do eixo Paris-Berlim.

 

No meio estamos nós, os portugueses e, como vem nos “livros”, quem se lixa é o mexilhão!

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 22:43

12
Jun 11

Tão habituados estamos a considerar as diretivas de Bruxelas: ultra-burocráticas, não aplicáveis à nossa realidade, contra os interesses nacionais que, quando nos apercebemos de alguma, globalmente positiva e que venha tapar um buraco no nosso ordenamento jurídico, temos a tendência para a ler e reler várias vezes para, por fim, acreditarmos na sua bondade.

 

É verdade! A legislação nacional vai passar a ter em conta uma diretiva europeia que «reforça os direitos das vítimas de crime e de acidentes». A aplicação desta «diretiva» é importante, acima de tudo, porque “no nosso direito processual penal só os arguidos têm direitos”, diz o Presidente da Comissão de Proteção às Vítimas de Crimes. A medida não só reforça o apoio às vítimas, como uniformiza os «mecanismos de reconhecimento de mútuo em matéria civil» para garantir que a vítima beneficia de proteção em qualquer Estado membro.

 

Enfim, que alguma coisa de bom venha de Bruxelas!

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 01:36
tags: ,

11
Jun 11

Das comemorações do 10 de Junho, para além daquela repetida e cansativa cerimónia das condecorações que, com certeza entregues a personalidades merecedoras, nunca consegue conquistar a minha simpatia, retive a inutilidade de parte considerável das nossas Forças Armadas neste tempo.

 

Claro que enquanto as escolas militares continuarem a formar oficiais, a instituição não encolhe à medida das necessidades e, enquanto isso, o nosso orçamento, mesmo em tempo de crise, continua a sustentar uma estrutura completamente desadequada à dimensão do nosso território e ao inexistente perigo de invasão.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 17:14

08
Jun 11

As declarações de Ana Gomes referindo-se a Paulo Portas, foram completamente despropositadas e insultuosas. A senhora pode não gostar do líder do CDS, ter desconfianças relativamente ao seu carácter ou achar que a história dos submarinos não está devidamente esclarecida, mas daí, a compará-lo ao ex-diretor do FMI com o pressuposto culposo deste, vai uma grande distância.

 

A eurodeputada tem o talento de, em permanência, com o seu turbulento discurso, criar anti-corpos e levantar poeira mesmo do mais consistente asfalto. Está-lhe no sangue, tem prazer em atirar “pedras” e muitas vezes a “primeira”.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 22:40

07
Jun 11

 

Dos géneros literários que mais aprecio é, sem dúvida, o romance histórico. Por maioria de razão, ler o “Afonso – O Conquistador” de Maria Helena Ventura deu-me muito prazer. D. Afonso Henriques, o fundador de Portugal e o nosso primeiro Rei, é uma personalidade fantástica e a autora acrescentou-lhe com toda a competência e sabedoria o tempero do romance.

 

Como é dito na contracapa do livro, «este é um romance épico. É a história de um Homem, do seu sonho e do nascimento de uma Nação.»

 

D. Afonso Henriques vive no século XII (1109-1185) e toda a ação se desenrola naquela época de reconquista Cristã em toda a Península Ibérica de Norte para Sul sendo que, o nosso Rei tem a dupla tarefa de, ao mesmo tempo, conquistar a independência de Portugal face a Leão e Castela.

 

A obra exigiu da autora um intenso trabalho de pesquisa como se constata pela quantidade de personagens verdadeiras que encadeou na longa vida do nosso primeiro Rei. Nalguns casos correspondendo ao que de facto aconteceu mas noutros, habilidosamente ficcionado.

 

Maria Helena Ventura é Mestre em Sociologia, fez jornalismo e dedicou-se ao ensino e investigação. Tem trabalhos publicados nas áreas da Sociologia da Educação e da Cultura.

 

O livro é uma edição das “Edições Saída de Emergência” em 2009. Está publicado também em coleção de bolso.

 

Silvestre Félix


06
Jun 11

Sempre entendi que o voto não é só um direito mas também um dever de cidadania. Ainda assim, considero a decisão de abstenção uma opção democrática e, como tal, respeitável como qualquer outra.

 

Todos sabemos que há Países onde o voto eleitoral é obrigatório e os abstencionistas estão sujeitos a multa. Em Portugal, em 1975/76, quando foi discutida e aprovada a primeira Constituição Democrática, a questão do voto ser ou não obrigatório, foi longamente debatida tendo vencido a possibilidade do eleitor se abster legitimando esta opção.

 

Mais uma vez, o Professor Cavaco Silva não esteve bem na comunicação ao País do passado Sábado, afirmando (não estou a citar) que quem não fosse votar neste Domingo, perdia legitimidade para criticar ou pronunciar-se sobre o Governo saído das eleições.

 

Não sei se é desconhecimento histórico, se é mesmo falta de cultura democrática ou ainda problemas com o português – língua. O problema da abstenção está a montante do momento de votar e, como tal, a forma como o Presidente da República pretendeu discriminar os abstencionistas foi completamente despropositada.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 23:39

05
Jun 11

Num destes dias, num programa radiofónico, ouvi uma jornalista estrangeira, salvo erro espanhola, a propósito daquela gafe da Angela Merkel sobre as férias e reformas dos trabalhadores portugueses, afirmar (não é citação) que os portugueses raramente se põem em “bicos de pés”, para que os ouçam melhor. Ou seja, mesmo quando têm razão e perante uma personalidade estrangeira, não praticam o protesto oficial nem usam a imprensa internacional para reporem verdades sobre a grandeza de Portugal e dos portugueses. Esta amiga espanhola tem toda a razão.

 

 Lembram-se daquela cena caricata na República Checa, quando, em plena conferência de imprensa, ao lado de Cavaco Silva, o Presidente daquele País parceiro da “União (?) Europeia”, se lembrou de questionar e achincalhar o Presidente da República português a propósito do nosso deficit? Que eu saiba nunca ninguém disse aquele senhor que a má educação tem limite e que quando ele estava a ir, os portugueses já tinham ido (descobrir o mundo), tinham dado a volta e já cá estavam outra vez a tempo de oferecer a Praga o primeiro carro oficial da Presidência Checa pós muro de Berlim!

 

Contrastando com o escrito em cima, confirma-se que no dia 19 deste mês de Junho, sete mil portugueses vão “celebrar” Portugal correndo em volta de “Central Park” em Nova Iorque, conforme nos dá conta a NS do Diário de Notícias deste Sábado. Iniciativa de dois ilustres Luso-Americanos logo secundados por muitos mais, levaram avante a organização deste autêntico dia de Portugal que transformará aquela cidade nas cores verde e vermelha. As ajudas foram muitas para que a organização conseguisse assinar contrato com a “cidade” para a corrida deste ano e para 2012. A intenção é divulgar Portugal e todas as empresas e produtos nacionais que estejam interessados. É a maior exposição de Portugal no mundo. Ninguém esteve à espera do Estado. São portugueses com muito orgulho, só dizem bem do País e, acima de tudo, não deixam ninguém, especialmente estrangeiros, falarem mal de Portugal.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 17:03

03
Jun 11

O arquiteto Souto Moura recebeu ontem em Washington, o “Prémio Pritzker de Arquitetura 2011”. O arquiteto português teve a homenageá-lo o Presidente Americano Barack Obama que discursou a propósito do premiado e da sua obra.

 

Hoje, a medo, e se calhar, mais por o Presidente Americano ter estado presente, as nossas televisões lá vão dando a notícia, mas depressa se esvanecerá.

 

Esta mania de não valorizarmos o que é nosso está a tornar-se doentio.

 

Este prémio, em termos de arquitetura, é equivalente a um Nobel. Não é essa a repercussão que teve em Portugal quando foi atribuído pelo júri nem é hoje com o prémio entregue.

 

A “escola de arquitetura portuguesa” é reconhecida no estrangeiro como expoente máximo universal. São muitos os arquitetos portugueses com sucesso no exterior, destacando-se naturalmente Álvaro Siza Vieira e o agora premiado Souto Moura.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 16:59

02
Jun 11

A “Moody’s” ameaçou hoje com revisão do “rating” dos Estados Unidos.

 

Onde, e quando vai isto parar?

 

Quem trava este polvo que se movimenta na sombra e que, neste momento, tem o poder universal?

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 22:17

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

14

23
24

26
28
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO