A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

25
Nov 10

 

 

Que farda terá ela levado hoje para a reunião do Diretório da União (??) Europeia? Amarela, vermelha, verde, azul, roxa ou cinzenta?

 

Que declarações bombásticas irão fazer aos jornalistas no final do encontro?

 

Serão decerto a jeito para ajudar a afundar mais os periféricos. Não dirão publicamente (por enquanto), mas pensam a toda a hora que é preciso limpar o “Marco”, aliás, o “Euro”, para que a Europa deles possa progredir.

 

Se estiverem em pé quando responderem às perguntas dos jornalistas, é muito importante que não se esqueçam de pôr o estrado de altura, para que o da França não se sinta inferior.

 

Tanto Mar à nossa frente…

 

Do ponto de vista económico e financeiro, o Diretório da UE, tem “mandado” fazer exatamente o contrário que Obama tem feito nos USA. Pelos resultados conhecidos, e que estamos a sentir na pele, parece-me não haver muitas dúvidas quem está a fazer bem.

 

SBF

publicado por voltadoduche às 16:14

 

Saiu do quartel com mais dois colegas numa “Mercedes benz” de caixa aberta ainda não eram 8h. Era a sua vez de ir à manutenção buscar os mantimentos do dia.

Quando regressou, uma hora depois, o pessoal de serviço não era o mesmo e estranhou. A formatura era só às 10h porque é que mudaram mais cedo? Ainda estranhou mais quando olhou com mais atenção e reparou que não havia milicianos com braçadeira, estavam todas mas “mangas” de sargentos e até o oficial de dia era do quadro.

João estava escalado para entrar de serviço às 10h mas, numa consulta rápida, logo viu que já não constava. Melhor assim, pelo menos podia dormir descansado à noite.

Por volta das 9h30, ouviu-se o toque para formatura geral. Cinco minutos depois o quartel estava todo na parada em formatura. Correspondendo aos comentários que já tinha ouvido, João viu sair do edifício do comando um Tenente-Coronel com a farda cinzenta, ladeado pelo Major, antigo Segundo-Comandante e um Capitão também antigo.

Estava percebido que o nosso (antigo) Comandante, já era. João Marques, conversando com os seus botões, tentava perceber se seria melhor ou pior. Para ele, tudo o que correspondesse a mais militarismo, era mau. Rapidamente as suas dúvidas foram esclarecidas pelo discurso do novo Comandante.

Apresentou-se como novo Comandante da Unidade nomeado pelo Estado Maior por indicação do "Grupo dos Nove". Pediu a nossa adesão à nova ordem e prometeu tratamento adequado à situação. Justificou a substituição do anterior Comandante por ele não querer aderir à nova cadeia de Comando. Aplicou-se com um discurso de moral militarista, dando como exemplo a seguir e traçando-lhe rasgados elogios, o Regimento de Comandos que, como se sabia, era a ponta de lança do “Grupo dos Nove” e adversário primário dos “páras” e do COPCON.

Continuou, sublinhando o carácter definitivo das decisões tomadas que vão no sentido de melhorar a vida na Unidade. Afirmou ainda que o novo Comando ia impor as suas regras, ficando no entanto, para saber, até ao dia seguinte à mesma hora (25 de Novembro), se as aceitamos ou não. Se sim, tudo normal e a vida continua, se não aderíssemos, ou relativamente a quem não aderisse, que se comprometia a tratar rapidamente da passagem à disponibilidade sem aplicação de qualquer penalização ou castigo.

Esta “zona” do discurso agradou ao João.Passagem à disponibilidade!”

Difícil de acreditar assim, com tanta facilidade mas, havendo essa possibilidade, é a que mais interessa a João.

 

SBF

(Texto extraído do escrito “25 de Novembro do ano do PREC” de Silvestre Félix)

(Baseado na realidade, com nomes e algumas situações ficcionadas)

publicado por voltadoduche às 15:13

 

Não é coisa pouca!

 

A telenovela da TVI “Meu Amor”, que havia sido nomeada para um Emmy, acabou por ganhar o importante prémio Norte-Americano que, está para as televisões, como os Óscares estão para o cinema.

 

Quer se goste ou não do género, a ficção da televisão portuguesa está de parabéns e merece todos os elogios. A TVI, que já tinha alguma experiência em exportação de ficção, vai com certeza reforçar esta vertente com esta vitória.

 

Alguns dos responsáveis pelo êxito são: O autor António Barreira, o produtor José Rêtre, a Direção da TVI e as atrizes Rita Pereira, Margarida Marinho, Alexandra Lencastre, o ator Paulo Pires, etc., etc.

 

SBF

 

(Foto e Link: DN Online)

publicado por voltadoduche às 01:14

Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO