A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

08
Dez 09

 

Se as nossas crianças podiam continuar sem saber o que era um computador?
Se as nossas crianças podiam continuar sem saber o que era a internet?
Se as nossas crianças podiam continuar sem saber o que era a banda larga?
Se os Pais das nossas crianças podiam continuar sem ter dinheiro para comprar computador aos seus filhos?
Se o Estado Português podia continuar sem possibilitar o acesso das nossas crianças às novas tecnologias?
Se o Estado Português podia continuar sem facilitar o acesso das nossas crianças ao computador?
- LÁ PODER, PODIA, MAS NÃO ERA A MESMA COISA!
(…e os putos continuavam analfabetos…)
O sucesso do “Magalhães” e do “escolinhas” está atravessado na garganta de muita gente.
SBF
publicado por voltadoduche às 01:51

Mário Soares fez ontem 85 anos.
 
É o conforto da nossa democracia.
 
É incentivo para o nosso futuro.
 
É o tempero da nossa liberdade.
 
SBF
 
(Foto: Wikipédia)

 

 

publicado por voltadoduche às 01:10

07
Dez 09

 

É, talvez, a última oportunidade do planeta TERRA.
Definitivamente, o uso de energias alternativas, como único e último remédio para conseguirmos salvar o planeta tal como o conhecemos, é o caminho certo. Os combustíveis fósseis têm os dias contados, e os grandes interesses económicos a eles associados, não podem continuar a impor as regras.
Vamos ver o resultado da “Cimeira de Copenhaga”, que hoje começa.
A ida de Obama à cimeira, é um bom pronúncio. Acredito que o Presidente dos Estados Unidos vai associar-se e comprometer-se com medidas de defesa do ambiente.
MAIS NOTÍCIAS AQUI
SBF
publicado por voltadoduche às 01:25

05
Dez 09

 

Serei tudo o que disserem
por inveja ou negação:
cabeçudo dromedário
fogueira de exibição
teorema corolário
poema de mão em mão
lãzudo publicitário
malabarista cabrão.
Serei tudo o que disserem:
Poeta castrado não!
LER TUDO
José Carlos Ary dos Santos é um artista MAIOR! Temos tendência a identificá-lo só com a revolução dos cravos – mas não é correcto. Ary dos Santos, é um poeta revolucionário, o que é bem diferente.
Nasceu em Lisboa a 7 de Dezembro de 1937 e, em 1963, já está na rua a sua primeira obra; A Liturgia do Sangue. Nunca mais parou e depressa começou a vincar o seu talento na poesia da nossa praça. Escreve letras de músicas para os cançonetistas mais conhecidos da época; Simone, Tordo, Tonicha, Carlos do Carmo, Amália Rodrigues, etc., etc. Vence, em 1969, o Festival da Canção com a Desfolhada Portuguesa, musicada por Nuno Nazareth Fernandes e cantada por Simone de Oliveira, vence outras edições do mesmo festival com Tordo e Nuno N Fernandes.
Morreu a 18 de Janeiro de 1984.
Esta noite realizou-se no Coliseu dos Recreios um espectáculo de Carlos do Carmo homenageando o poeta 25 anos depois da sua morte. (VER AQUI OS PORMENORES)
SBF
(Foto: DN online)
publicado por voltadoduche às 01:30

04
Dez 09

 

Para o comum dos cidadãos é incompreensível o que está a acontecer – Obras adjudicadas e em curso, e, passado um ano, aparece o TC a negar o seu OK para obras que começaram há muitos meses.
Que “raio” de Leis e regulamentos são estes, aprovados decerto pelos “doutos” deputados na nossa Assembleia da República, que permitem esta incongruência?
Se, de acordo com a Lei, é necessário visto do TC, não devia ser possível ao Governo ou a qualquer outra entidade em questão, validar o resultado dos concursos públicos, e, muito menos, adjudicar e dar luz verde para o início das obras, antes de existir o tal visto. É claro que o TC não pode demorar um ano ou mais a efectuar esta diligência.
 Bom, o que sabe, é que existe (ou existiu) o risco de determinada obra começar e acabar, e só depois aparecer o célebre visto ou a sua negação.
E agora? Como é? Param tudo? Desfazem o que está feito? Isto é um País, não é?
“SANTA” INCOMPETÊNCIA!
Resolvam depressa a porcaria que fizeram, ou ainda vamos todos à falência.
Ver aqui, o que dizem os protagonistas.
SBF
(Foto: Jornal I - online)

03
Dez 09

 

O processo “face oculta” está cada vez mais oculto.
Então, o arguido mais mediático e interlocutor de Sócrates nas “tais” escutas, só está indiciado por tráfico de influências? Considerando até a subjectividade da noção de – “influência”, temos que admitir que não é lá grande coisa, ou seja, é fraquinho o indício para tanto barulho.
Ver tudo aqui.
 
SBF
publicado por voltadoduche às 18:01
tags:

02
Dez 09

  

Boa parte do mundo esteve ontem com os olhos postos em Portugal. 
IXX Cimeira Ibero-Americana
e
Cerimónia da entrada em vigor do Tratado de Lisboa
publicado por voltadoduche às 01:28

 

Em 1 de Dezembro de 1640, voltamos a ter Rei português e residente em Portugal. Na verdade, os Filipes nunca estiveram em Lisboa. Neste sentido, foram negligentes, para eles, as “favas” tinham sido contadas e não era preciso ter mais preocupações. Só que, a forma como tratavam os outros reinos por eles conquistados, não se aplicava a Portugal com mais de 400 anos de existência como pátria. Para além disso, o império português, era muito semelhante, em todos os aspectos, ao espanhol e, por via da sua localização universal, ia sendo atacado por potências emergentes, inimigas dos espanhóis, criando algumas situações irreversíveis.
Em 1640, em vez do D. Sebastião aparecer numa manhã de nevoeiro, foi um grupo de conspiradores nobres portugueses, que derrubou o poder delegado de Filipe III em Portugal, e fez com que o Duque de Bragança, fosse proclamado Rei de Portugal com o nome de D. João IV,(IMAGEM) iniciando assim a dinastia de Bragança que havia de continuar até ao fim da monarquia em 1910 e que ainda perdura como herdeira da coroa portuguesa, na pessoa de D. Duarte Pio.
O enraizamento popular da data é visível na quantidade de associações, clubes e outras organizações com o nome de “1º de Dezembro”. Sem procurar, aqui em Sintra, conheço dois clubes; O de S. Pedro (Sociedade União 1º Dezembro) e em Rio de Mouro (Sociedade 1º Dezembro).
SBF
(Foto: Wikipédia)
publicado por voltadoduche às 00:55

01
Dez 09

Todos os Presidentes da República da nossa democracia, à excepção do actual, estiveram presentes na merecida homenagem a Melo Antunes, organizada pela Associação 25 de Abril durante este fim de semana.
Todos já vamos estando habituados a que o actual PR não goste de pôr o cravo na lapela nas comemorações do 25 de Abril, que não goste destas mesmas comemorações, que, como aconteceu mais uma vez, nunca está presente em eventos organizados ou promovidos pela Associação 25 de Abril. Este PR, não esconde a aversão a tudo o que, duma maneira ou doutra, possa levar os portugueses a pensar que ele simpatiza com os protagonistas ou com a simbologia do 25 de Abril.
Lembro-me da sua acção impeditiva, quando era Primeiro-Ministro deste País, de Ernesto Melo Antunes poder ser o alto responsável pela UNESCO.
SBF

 

 


Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13

24

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO