A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

18
Dez 09

 

Aminatou conseguiu os seus objectivos: Pôr o mundo a olhar para a situação injusta em que vive o seu País – Saara Ocidental ou República Árabe Saaraúi Democrática, e voltar para junto da sua família.
Quando em 1976 a Espanha abandonou, literalmente, a sua colónia, tudo levava a crer, que o povo “Saaraúi” ia ascender naturalmente à sua merecida independência mas, nada disso aconteceu. Os Governos, de Marrocos e da Mauritânia, numa atitude idêntica à Indonésia de Suarto em relação a Timor, tratam de, pura e simplesmente, invadir o território. A Mauritânia fica com um terço a sul e Marrocos com o resto.
Algum tempo depois a Mauritânia acaba por abandonar o território ocupado mas Marrocos mantêm-se até hoje. A comunidade internacional tem deixado arrastar a ilegalidade, mantendo uma força das UN no País há muitos anos mas sem qualquer efeito prático.
Daí que a acção desta mulher teve uma importância fundamental para que o assunto voltasse à agenda política internacional. Espero que a questão do “Saara Ocidental” nunca mais seja esquecida.
VER NOTÍCIAS AQUI.
SBF
(Mais notícias: Diário de Notícias Online)
(Gravura: Wikipédia)
publicado por voltadoduche às 17:43

17
Dez 09

 

Foi há 40 anos mas podia ter sido ontemA minha Mãe, aos pés da minha cama, apelando a todos os santos da sua devoção para que nos livrasse da desgraça. E aquele barulho de catástrofe que não acabava. Sentei-me na cama, como se tivesse uma mola debaixo de mim, e, com tudo a abanar, esperei que o tecto desabasse.
O tecto não caiu, mas ficou-me a imagem.
Esta noite, à 01h37m, por rara circunstância, ainda não me tinha deitado e apercebi-me do sismo que foi sentido em toda a península.
Comecei a ouvir um barulho em crescendo, que posso tentar identificar por palavras – “TAC, TAC, TAC, TAC”, cada vez mais junto, até ficar um ruído contínuo e, um primeiro abanão e, segundos depois, outro. Após o segundo abanão, o ruído diminuiu até desaparecer.
Apanhei um valente susto. Percebi logo o que era e corri ao quarto onde a Isabel dormia como se nada tivesse acontecido. Voltei para a cozinha, o gato sempre atrás de mim assustado também (apercebeu-se do abalo antes de mim, e depois subiu a uma mesa e ficou lá mais de uma hora), e acreditei que o perigo tinha passado.
Até quando é que vai ser só susto?
AQUI, MAIS NOTÍCIAS
SBF
(Dicas, foto e + notícias: Diário de Notícias Online)
publicado por voltadoduche às 22:44

16
Dez 09

A sombra do que somos
De Luís Sepúlveda
Chovia em Santiago no dia 11 de Setembro de 1973.
Luís Sepúlveda estava ao lado de Salvador Allende, quando o palácio de La Moneda foi atacado pelos militares do ditador Pinochet. Era um jovem de 24 anos e tinha-se tornado membro da guarda pessoal do Presidente. Foi nessa condição, que resistiu, como todos, ao golpe fascista liderado pelo general Augusto Pinochet.
Luís Sepúlveda tem uma vasta obra, toda publicada em Portugal, e este título, está nas prateleiras desde o passado mês de Outubro.
O romance, recorda o período do governo de Allende, pelas narrativas de cada um dos antigos militantes de esquerda derrotados pelo golpe e que, entretanto, já são sexagenários. Os quatro, combinam um encontro e preparam uma acção revolucionária que tinha sido iniciada em 1971, por um deles.
Luís Sepúlveda, nasceu no Chile em 1949, correu o mundo por força da condição de exilado, viveu na Alemanha e em França e actualmente tem residência fixa em Espanha.
É um dos autores que gosto e ler.
A edição é da Porto Editora e a 1ª foi em Outubro deste ano.
SBF
(Gravura: Capa do livro)
publicado por voltadoduche às 19:17

15
Dez 09

A Ilha Terceira foi a mais fustigada. Chuvas torrenciais inundaram as povoações da costa norte da Ilha durante boa parte da última noite.
Única nota positiva – Não houve danos pessoais, embora os prejuízos materiais tenham sido muitos.
AQUI MAIS IMAGENS
 
SBF
(Dicas e fotos: Jornal I)
publicado por voltadoduche às 20:11

14
Dez 09

No que respeita às várias modalidades desportivas, a comunicação social portuguesa, continua a discriminar duma forma escandalosa, tudo o que não seja futebol.
A selecção nacional feminina de corta-mato, sagrou-se hoje campeã da Europa desta modalidade e, por isso, deveria ter tido o inerente destaque nos nossos noticiários de rádio e televisão.
Também amanhã não cobrirão as primeiras páginas dos jornais desportivos e, assim, continuamos a não valorizar o que temos de bom. VER NOTÍCIA DA BOLA ONLINE AQUI.
SBF
(Foto da Bola: Jéssica Augusto)

 

 

publicado por voltadoduche às 01:21
tags:

12
Dez 09

 

Em entrevista a transmitir na BBC amanhã, mas já hoje em parte divulgada, o Ex-Primeiro-Ministro Inglês, Tony Blair, reafirma a justiça do derrube do antigo líder do Iraque, Saddam Hussein.
O descaramento é tal, que o homem diz, claramente, que se o principal argumento não tivesse sido as “alegadas (e provado não existirem) armas de destruição maciça”, qualquer outro servia porque Saddam era perigoso na mesma.
É inacreditável! Como é que o mundo pode estar (ou esteve) na mão de figuras como esta e como o Bush? Arrastam-nos para uma guerra com consequências desastrosas e continuam a deitar veneno pela boca fora.
Por causa destas e por outras, é que estou muito pouco confiante no resultado de “Copenhaga 2009”. A rápida destruição do planeta pode andar por aí… Vamos ver se o Obama consegue fazer a diferença mas… é que, relativamente ao Afeganistão, as coisas não lhe estão a sair como ele queria.
VER AQUI MAIS PASSAGENS DA ENTREVISTA DO TONY BLAIR.
SBF
(Dicas: Público Online)
publicado por voltadoduche às 18:36

11
Dez 09

 

Eu juro que queria encontrar algum facto relevante que tivesse a ver com a evolução da nossa sociedade, e, principalmente, com o tratamento adequado das finanças e economia do nosso País, levado a cabo pelo ilustríssimo “comentador, tertuliano, fiscalista, economista e não sei mais o quê” Dr. Medina Carreira, mas, não encontrei. Muitos livros publicados, passagem fugaz pelo poder nos anos setenta, e mais nada.
O convidado preferido de Mário Crespo, para o seu jornal das nove e para o programa “plano/inclinado”, teve esta terça-feira, mais uma oportunidade de ouro na habitual tertúlia no Casino da Figueira da Foz, para voltar a profetizar a desgraça para o nosso País.
NÃO PRECISAMOS DESTES “PROFETAS”.
De quem nos empurre para baixo, estamos fartos!
Ânimo e alguma confiança, é o que nos faz falta.
SBF
publicado por voltadoduche às 00:29

10
Dez 09

 

A unidade industrial que vai produzir 60 mil baterias para carros eléctricos a partir de 2011, é, sem dúvida, uma boa notícia, e o planeta agradece.
Paralelamente, o País vai ser inundado de postos de carregamento para os mesmos carros eléctricos que, tudo leva a crer, começarão a rodar com força, também a partir de 2011.
Todos estes investimentos para uso de energia eléctrica, em alternativa aos derivados do petróleo, só terão sucesso se a respectiva produção for limpa, ou seja; Hidroeléctrica, solar, eólica, biomassa, etc. e, acabar com o que ainda existe, de produção termoeléctrica.
No que respeita às energias renováveis, a “Cimeira de Copenhaga”, bem pode pôr os olhos em nós, porque, como é reconhecido por todos, estamos no bom caminho.
Já agora, a produção de eólica no nosso País, bateu recorde absoluto no mês de Novembro, contribuindo com 24% do consumo de electricidade, de acordo com informação da REN.
SBF
(Gravuras: Wikipédia)
publicado por voltadoduche às 00:56

09
Dez 09

 

Jesusalém
De Mia Couto
Pelo princípio e meados dos anos oitenta do século passado, durante a minha permanência em Moçambique, cruzei-me algumas vezes com Mia Couto. Na altura, já ele era director do “Notícias de Maputo”, o jornal mais importante do País. Foi a fase de jornalista. Embora tenha formação superior em biologia, a escrita foi o seu destino e, até hoje, construiu uma vasta obra que está traduzida em muitas línguas. Os prémios são muitos e não se limitam ao universo da lusofonia.
Mia Couto nasceu na Beira em 1955, permaneceu sempre em Moçambique, nos piores e nos melhores momentos, e hoje é um dos grandes da língua de Camões.
Silvestre Vitalício, seu filho Mwanito, condutor da narrativa desta “poética” prosa, são os alicerces da história que o autor desenvolveu à volta dos preconceitos, da exclusão e das memórias das guerras que lamberam o País. Consegue realçar o real valor da vida, que muitas vezes se esquece na lama do nosso mundo.
Edição da “Caminho”. Abril de 2009.
SBF
(Gravura: Capa do Livro)
publicado por voltadoduche às 01:00

08
Dez 09

 

 
O nosso amigo Zé Barros e o Navegante não param.
O novo trabalho “Natal e Janeiras” já é sucesso.
Neste dia 10 de Dezembro, 5ª Feira, comprem o novo CD “Cantigas Tradicionais Portuguesas de Natal e Janeiras”com o Jornal “Público”.
SBF
Silvestre Félix

 

publicado por voltadoduche às 16:10
tags:

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13

24

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO