A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

28
Out 10

 

Os nossos políticos deviam pagar de um imposto, de cada vez que prejudicassem o Estado português. No dia de ontem, somava uma fortuna.

 

Cinco minutos depois de terem dado como falhadas as negociações entre o Governo e o PSD sobre o OE, os juros e seguros sobre a dívida soberana subiram a pique e, na bolsa de valores, a reação foi idêntica mas ao contrário.

 

Em poucos minutos, o Estado Português O Zé Povinho – viu a dívida aumentar em muitos milhões de euros, e uma instituição do Estado, a Bolsa, perdeu muitos milhões de euros. Ao mesmo tempo, todos os Bancos e muitas empresas, passaram a pagar muito mais pelos empréstimos contraídos.

 

Pelos vistos, a incerteza sobre o resultado da votação do “maldito” OE, vai durar mais quase uma semana, e nós, pelo menos os que conseguirem ainda ouvir as notícias, continuaremos ansiosos, para vermos até que ponto estes políticos de merd… vão levar a deles avante.

 

Tudo é feito e dito à medida dos seus interesses partidários. O “calculismo” é a única ferramenta que eles usam. Só lhes interessa garantir o melhor caminho para permanecerem ou para chegarem ao “poleiro”.

 

Os partidos existentes precisam de ser reciclados. Em vez da “corja” que deles tomou conta, os portugueses merecem ser representados por democratas progressistas, responsáveis, honestos e competentes.

 

Não acredito que, pelo menos os partidos do chamado “arco do poder”, não venham a ser penalizados pelos eleitores, da próxima vez que haja eleições.

 

O Zé Povinho continua a sofrer!

SBF

 

(Foto: Net)

publicado por voltadoduche às 02:00

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO