A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

27
Ago 12

Bem pode MRS dizer que o “Funcionário” falou com cobertura do ministro que tutela a comunicação social e mais uma quantidade de coisas e que se licenciou na “Lusófona”.

 

A mim não interessa nada disso. A ligeireza com que um “funcionário” fala do futuro do Serviço Público de Televisão é que choca.

 

O assunto, a ser publicitado da forma que o foi, só o Governo o podia fazer.


Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 16:08

19
Ago 12

Vou voltar a ver os portugueses amantes de futebol, agarrados ao rádio durante o fim-de-semana para conseguirem seguir os jogos do campeonato.

 

As televisões generalistas deixaram de garantir a transmissão de jogos e, ao “Zé Povinho”, para os acompanharem em direto, só pela rádio.

 

Ainda há de vir aí quem justifique mais esta constatação como exigência da troika.

 

Ver um jogo de futebol em direto pela televisão, também era um direito.


Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 23:01

14
Mar 12

A história da nova medição de audiências às televisões é do “Arco-da-Velha”!

 

Pelas denúncias que conhecemos é realmente muito estranho que este trabalho tenha sido adjudicado ao concorrente que ficou em último lugar na apreciação técnica. Por outro lado, e já depois de detetados os primeiros erros grosseiros a empresa reconhece publicamente algumas insuficiências considerando normais os problemas existentes no início da concessão.

 

Entre outras coisas a diminuição de dados recolhidos na faixa etária acima dos 50 anos é de “bradar aos céus”.


A RTP conseguiu finalmente que a nova medição seja objeto de auditoria.


“A, César o que é de César!”


Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 22:29

15
Fev 12

Os espaços noticiosos dos três canais tv generalistas, hoje, à uma da tarde, começaram com diretos à porta do tribunal de Beja a propósito dum crime ocorrido naquela cidade. Os repórteres de serviço lá tentaram dar notícia de “nada”, enchendo chouriços e fazendo entrevistas interessantíssimas aos mirones, as mesmas que já ontem tinham feito, que repetirão ao longo do dia de hoje e que, eventualmente, continuarão a fazer amanhã.

 

Quantos dias mais irão as televisões transmitir, hora a hora, a mesma coisa?


Silvestre Félix 

publicado por voltadoduche às 16:40

21
Jul 11

Um orçamento é mesmo o que a palavra quer dizer – uma previsão de receitas e despesas para determinado plano definido no tempo!

 

Ora o Orçamento do Estado deste ano, como toda a gente bem se lembra, foi aprovado no final de 2010 (depois daquelas lamentáveis cenas protagonizadas pelos que estavam e por alguns que estão, com direito a fotos via telemóvel e tudo) sem ter em conta os valores e as medidas incluídas no acordo com a Troika. Com a respetiva implementação já era e é certo, que o Governo tem de apresentar um retificativo.

 

Não é preciso ser um “crânio” em finanças para entender isto. Daí que já me faz “cócegas” a insistência de alguns jornalistas, pivôs e comentadores, a interpelarem ministros e o próprio Primeiro-Ministro sobre se vai haver ou não orçamento retificativo como se isto fosse uma tragédia (mais uma) nacional. Não tem nada de extraordinário, é só atualizar os montantes de acordo com uma realidade diferente da que existia em Novembro de 2010.

 

Há dias que olhar para a TV à hora de notícias é pior do que sujar um pé de m…a!

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 16:55

31
Mar 11

Nestes dias em que nos obrigam a comer doses sucessivas de intervenções dos “inteligentes”, de Divida Soberana, de Deficit, de Juros e sei lá mais o quê, desde que seja mau, foi um balão de oxigénio ter a oportunidade de ouvir pequeninas passagens dos discursos de Lula da Silva.

 

As nossas televisões deram bem mais destaque à visita do Príncipe Carlos e à da Cornualha do que à do Ex-Presidente Lula e à atual Presidenta Dilma.

 

No entanto tiveram sempre o cuidado de transmitir aqueles momentos únicos de televisão:

 

Sempre que o repórter conseguia chegar perto de um dos dois visitantes, mesmo que já tivessem perguntado dez vezes, lá vinha a sacramental pergunta. «O Brasil vai comprar dívida portuguesa?» Triste espetáculo! Parece ser a única coisa que interessa às nossas televisões.

 

Esta dupla visita, na comunicação social portuguesa, devia ter sido destacada pelo simbolismo histórico e de realidade fraternal que une Portugal e o Brasil e, por sua vez, ao restante mundo Lusófono.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 12:11

02
Out 10

 

Ramos Horta, Presidente de Timor-Leste, está há alguns dias em Portugal mas, considerando as notícias produzidas pelos órgãos de comunicação portugueses, especialmente as televisões, dir-se-ia que estamos enganados, que Ramos Horta estará em qualquer sítio, menos no nosso País.

 

As nossas televisões, que ainda não atingiram aquele número mínimo de repetições daquelas “peças” sobre o OE de 2011 e entrevistas e fóruns para realização do ego de comentadores residentes e de aluguer, estão-se nas tintas para o resto!

 

O povo timorense está no nosso coração e por isso merece toda a nossa atenção e acompanhamento, pelo que, a presença em Portugal de Ramos Horta, deve ser notícia de primeira página e de abertura dos noticiários das televisões.

 

SBF

publicado por voltadoduche às 12:50

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29


mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO