A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

22
Set 11

Ainda não vi a atual grande estrela de audiências da nossa TV, mas hei-de espreitar, nem que seja só para “descobriros segredos da casa.

 

Bem sei que a programação das “generalistas” não dá grandes hipóteses mas, melhor que o pior “lixo”, sempre se conseguirá.

 

Estava crente que os portugueses já se tinham curado da euforia dos “big brother’s”, mas não, continua tudo na mesma e até os apresentadores circulam e voltam sempre aos mesmos.

 

Se calhar merecemos isto e tudo o mais que nos acontece… 

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 16:53

07
Mar 11

Isto é que vai uma confusão!

 

As transferências entre televisões não param. Agora é o Nuno Santos que regressa à RTP para Diretor de Informação.

 

Sem pôr em causa a capacidade e seriedade profissional de cada um, esta facilidade com que trocam de “mesa”, não deixa de transmitir ao consumidor, neste caso, o telespectador, uma certa desconfiança no produto que vendem.

 

A RTP, até hoje, estava a perder nesta “dança” com a saída de JAC e JS mas, com o contrapeso de Nuno Santos, a coisa fica mais equilibrada.

 

As outras trocas da TVI para a SIC e vice-versa, até nem surpreendem, já as saídas do JAC e JS da RTP e, principalmente, a saída de Nuno Santos da SIC, são inesperadas. Esta última, denuncia mesmo algum clima desfavorável na SIC que continua muitos furos abaixo das legítimas ambições, em termos de audiências. Não tenhamos dúvidas que algumas apostas da SIC foram desastrosas. A qualidade não tem sido uma opção.

 

Hoje, 7 de Março, dia em que se comemora o aniversário da RTP, vai ser transmitida uma grande gala que tem como pretexto e pano de fundo, um dos melhores trabalhos que nos últimos tempos passaram em televisão: (LINKAR) “Príncipes do nada” de autoria e reportado pela excelente profissional que é Catarina Furtado.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 20:44

20
Fev 11

Desde este Sábado que as televisões, repetidamente, passam imagens da catástrofe de há um ano na Madeira. Têm passado também reportagens feitas esta semana, com participação de madeirenses que viveram os acontecimentos. Dá para ver que alguns dos entrevistados têm muita dificuldade em falar do assunto mas, duma forma geral, o repórter não desiste.

 

Acho dum mau gosto terrível, voltar a passar imagens de hora-a-hora, sem que as mesmas sirvam para suportar qualquer tipo de notícia.

 

É legítimo que se assinale a passagem dum ano sobre as cheias na Madeira mostrando o que se já se fez, o que se recuperou e o que falta. Também é normal que se fale do que não tem corrido bem e que se apele às autoridades competentes.

 

É incrível como o que vemos nas televisões, tem muito mais a ver com as percentagens de audiência e share do que o interesse do telespectador e da população em geral.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 16:15

16
Dez 10

Todas as pessoas são únicas mesmo quando de gémeos se trata, no entanto, a singularidade de Carlos Pinto Coelho, não só se comprova pela imagem transmitida pela televisão, mas, e principalmente, pelo homem de CULTURA sem limite que, com um íntegro sentido de serviço público, a colocou inteiramente à disposição da LOSOFONIA.

 

É difícil encaixar a sua profissão de sempre, no padrão do atual jornalismo. Que me desculpem os que o são, porque confirmam a regra, mas Carlos Pinto Coelho era outra coisa.

 

O “Acontece” foi acontecimento (passe o pleonasmo) único também. Durante nove anos, diariamente, apresentou e coordenou este magazine cultural na RTP2 que, por razões políticas, foi suspenso. Ficou célebre a frase do Ministro da tutela em 2003: «Sai mais barato pagar uma viagem à volta do mundo a cada espetador do “Acontece”, do que fazer o programa.»

 

Só que este, e muitos outros Ministros, esquecem-se sempre que a CULTURA dum povo não se mede por voltas ao mundo, e, muito menos, com uma máquina de calcular na mão!

 

Carlos Pinto Coelho, com 66 anos, ainda tinha muito para dar à CULTURA, aos portugueses e à FUSOFONIA!

 

Que descanse em PAZ!

 

SBF

 

(Foto: DN Online)


09
Out 09

 

As entrevistas do Ricardo Araújo Pereira aos nossos políticos, estão a revelar-se o espaço televisivo mais importante da temporada.
Na verdade, menos de um mês desde o começo, os “Gato Fedorento esmiúça o sufrágio”, passaram a ser palco obrigatório para político que se preze. Já por lá passaram a maior parte dos mais importantes, incluindo os líderes dos partidos mais significativos e hoje, 6ª Feira, está anunciado o bastonário da Ordem dos Advogados.
Não tarda muito, e os “Gato Fedorento” vão ter que colocar uma máquina de senhas de vez, à porta do estúdio.
Todos eles são geniais, mas o RAP é génio elevado a dez ou mais. Este formato é a prova disso. Embora exista trabalho de casa, como qualquer outro entrevistador, o andamento das entrevistas é imprevisível, e a rede não está lá.
 Definitivamente, está consolidado mais um sucesso deste quarteto imbatível. Desta vez, e porque se trata de um programa diário de actualidade, está com certeza a exigir, muito trabalho e dedicação a toda a equipa.
SBF
publicado por voltadoduche às 01:12

15
Set 09

 

Nunca pensei ver o Engº Sócrates ser entrevistado pelo Ricardo Araújo Pereira.
Saíram-se os dois muito bem.
O “Gato Fedorento” perguntou com humor (qb), e o Sócrates correspondeu inteiramente à onda.
Grande lição para os nossos “jornalistas” e para os outros “políticos”.
Estou com muita curiosidade de ver a prestação dos outros fazedores de política.
SBF
publicado por voltadoduche às 01:26

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29


mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO