A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

20
Jan 11

Afirmar que a opção de voto do próximo Domingo é uma escolha “de vida ou de morte” para a democracia, é completamente demagógico e não encaixa no perfil de Manuel Alegre, digo eu.

 

Da mesma forma, dizer, como o fez Cavaco Silva, que uma eventual segunda volta nestas eleições seria um desastre financeiro para o País, não é só demagógico como também é uma forma de chantagear o povo português.

 

Pode dizer-se, e não se andará longe da verdade, que esta campanha é, pela negativa, igual às outras pelo vazio de conteúdo.

 

Para mim, é muito difícil admitir, que os momentos onde se falou alguma coisa de interesse para os portugueses foram os debates televisivos e, mesmo assim, já lá vai tanto tempo, que no próximo Domingo ninguém se lembra deles.

 

Não é por nada… dizem que não têm nada a esconder, mas há candidatos que fogem de debates e entrevistas, como o diabo da cruz!

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 01:14

18
Jan 11

 

A campanha destas presidenciais tem batido no fundo várias vezes.

 

A maioria dos candidatos não contribui para valorizar o cargo. Dispõem-se conforme interessa em cada momento:

 

No primeiro instante, quando o tema é impopular, prontificam-se e logo respondem que a responsabilidade é do Governo ou da Assembleia da República, num outro instante, quando se trata de caçar um voto, prometem tudo e mais alguma coisa, mesmo o que nunca poderão vir a cumprir.

 

Existe um outro aspeto que também não consigo encaixar:

 

Ser candidato Presidente, tem prós e contras. Não é fácil estar sempre a vestir e despir casacos, conforme esteja a exercer uma função ou outra. No entanto, não me parece certo que, quando está Presidente, tenha um discurso sobre determinado tema completamente diferente de quando está candidato. Conclui-se então, que só esta semana, soubemos a opinião de Cavaco Silva, sobre muitos assuntos que estiveram inscritos na sua agenda da cooperação estratégica…

 

Com um bocado mais de paciência, que não tenho, descobriria muitas mais “paletes” de hipocrisia nesta campanha e nestes candidatos!

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 18:52

07
Jan 11

Já não há pachorra!

 

Fechem a porcaria do BPN e comecem outro de novo.

 

O cidadão comum, a quem a discussão do BPN diz muito pouco ou mesmo nada, tem de gramar as mesmas conversas, com os mesmos protagonistas, dezenas de vezes por dia. As televisões não fazem nem falam noutra coisa. As interpelações aos candidatos presidenciais, invariavelmente são sobre o BPN. As entrevistas e os debates que fazem em estúdio têm como principal prato da ementa, o BPN.

 

Ninguém duvida, que o BPN era um “madoff” em ponto pequeno, só que o figurão americano foi preso e condenado em seis meses e, aqui, neste “retângulo à beira-mar plantado”, já passaram dois anos desde que estalou a bronca e, só agora, vai começar o julgamento do principal arguido do processo que junta vários antigos administradores e altos funcionários do banco.

 

Com sorte, e depois dos nossos competentíssimos tribunais despacharem centenas de testemunhas arroladas e infindáveis recursos, lá para a próxima década talvez se consiga concluir que, afinal, não era tanto assim e que são todos “boa gente”.

 

Entretanto, a campanha presidencial que se augurava calma e pacífica, virou atribulada e agressiva porque, em tempos, um dos candidatos, como dezenas, centenas ou milhares de outros investidores, teve produtos financeiros da SLN e transacionou-os com apetecível lucro. Acresce que os, agora arguidos, têm sido, ao longo dos anos, amigos do peito e do partido, deste mesmo candidato presidencial.

 

E aqui é que está o busílis!

 

O professor, sabendo a delicadeza da coisa, encarando a situação de comprar e vender com obtenção de lucro absolutamente normal, não deveria dedicar-se ao exercício arrogante de se referir à atual administração do BPN da maneira como o fez. Com humildade e falando naturalmente sobre o negócio, poderia ter passado por isto com a maior das facilidades, evitando todo este circo e, pior do que isso, a corrida aos balcões do BPN para efetuarem levantamentos que já vão em 200 milhões. Ou seja, se o banco estava mal, decerto que está muito pior agora.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 17:20

30
Dez 10

Pelas audiências, facilmente se confere que os portugueses não ligaram patavina aos debates televisivos entre os candidatos presidenciais.

 

Ainda assim, tomando com muito esforço, como úteis, no esclarecimento dos eleitores, os ditos debates, quem se lembrará deles e dos temas abordados, quando as urnas abrirem às 8h da manhã do próximo dia 23 de Janeiro de 2011?

 

SBF

publicado por voltadoduche às 12:38

21
Dez 10

O alegado aproveitamento, por parte de alguns dos nossos políticos, da condição de pobreza de parte significativa da nossa população, com tendência claramente ascendente, não tem nada de extraordinário nem de novo.

 

José Sócrates, ao levantar esta questão em plena pré-campanha eleitoral, ao contrário do efeito pretendido, só ajudou a realçar o lado positivo das iniciativas do candidato Cavaco Silva junto desta faixa da sociedade. Os portugueses, duma forma geral, são muito sensíveis às ajudas em situações de pobreza e, invariavelmente, aplaudem todas as ações nesse sentido.

 

À partida, temos de admitir, que a presença de Cavaco Silva nestes locais, assenta em intenções genuínas e sinceras de transmitir apoio e conforto aos pobres e sem-abrigo na “pele” de Presidente da República e não, como os adversários querem fazer querer, de simples ações de campanha.

 

Considerando como possível uma ou outra razão, foi politicamente incorreto a referência de Sócrates a este assunto no discurso de Sábado passado. Está-lhe no sangue… a provocaçãozinha… precisava de quebrar a onda “de não agressão” que já durava há alguns dias, depois que não se queixe, “tiros no pé”, são diretamente proporcionais à quebra de muitos milhares de votos!

 

SBF


30
Out 10

 

O conteúdo da declaração do Presidente da República, no final do Conselho de Estado desta Sexta-Feira, foi completamente extemporâneo, depois de ser público o acordo entre o PSD e Governo sobre o Orçamento.

 

Cavaco Silva veio, mais uma vez, dizer que: Fez, alertou, contactou, diligenciou, foi o salvador da Pátria, travou o tsumani que aí vinha, etc., etc.

 

Parece-me que, tanto o PSD como o Governo, nunca alinharam as suas agendas de acordo com o que disse ou fez, Cavaco Silva. Para eles só tem contado o interesse partidário. Com isto, não estou a dizer que o Presidente esteve sempre errado, só que os outros não lhe têm ligado nenhuma. A maior prova disto, foi terem conseguido esvaziar completamente o interesse do Conselho de Estado, já que, enquanto a reunião decorria, noutro local, Teixeira dos Santos e Eduardo Catroga, chegavam a acordo.

 

Cavaco Silva teve um mau dia de pré-campanha!

 

SBF

(Foto: Expresso)

publicado por voltadoduche às 01:34

27
Out 10

 

Quando se fala de culpas no “cartório” sobre a situação que o nosso País hoje vive, é bom não esquecer que Cavaco Silva foi Primeiro-Ministro durante dez anos seguidos.

 

O que o Professor é hoje, não apaga os erros do passado nem dá brilho aos êxitos da época.

 

Os discursos bem escritos e bem lidos são massa doutras “migas”. Não resolvem problema nenhum e, algumas vezes, só complicam.

 

Ex: Processo “Autonomia dos Açores” e alegadas “escutas em Belém”.

 

SBF

publicado por voltadoduche às 01:36

02
Jun 10

Mário Soares, no seu artigo (CLICAR AQUI PARA LER) de opinião do DN de ontem, escreve que o apoio à candidatura de Manuel Alegre, por parte do PS, “é uma opção tardia e infeliz”.

 

Todos sabemos há muito tempo que Mário Soares e os seus seguidores, jamais perdoarão a Manuel Alegre a ousadia de levar a sua candidatura a secretário-geral do PS até ao fim, depois da demissão de Ferro Rodrigues. Um dos candidatos era João Soares.

 

Hoje, Mário Soares, diz que a decisão “é tardia”, mas em meados de Janeiro, dizia exactamente o contrário: «É inconveniente falar das presidenciais nesta altura. Ainda é muito cedo.» (CLICAR PARA VER ESCRITO E VIDEO)

 

Manuel Alegre tem, neste momento, muitos adversários da sua candidatura dentro do PS com os soaristas na primeira linha e, por isso, a dificuldade da campanha vai ser dobrada. O apoio do PS vai condicionar o seu manifesto político no pior sentido.

 

Tenho muitas dúvidas que esta posição oficial do PS seja a melhor para a candidatura ser ganhadora.

 

SBF

publicado por voltadoduche às 01:42

15
Abr 10

«Antes que me perguntem, eu respondo: assim é a pesca, assim a vida e assim a escrita. Surpresa e dúvida.»

 

Na Pág 79 do livro “O miúdo que pregava pregos numa tábua” de Manuel Alegre.

 

SBF

 

(Foto: O Público Online)

 

publicado por voltadoduche às 01:38

  Os soaristas movimentam-se e ficaram alarmados com a notícia de apoio do PS à candidatura de Alegre. 

O aparelho do PS apressou-se a desmentir a notícia. 

O que espera Sócrates para declarar que Manuel Alegre é o seu candidato? 

Será decerto um sapo que engole mas, não tem alternativa. Também pode acontecer, hipótese que vem sendo admitida, que ele, com os seus pares conservadores mais os soaristas, prefiram a eleição de Cavaco.

Ontem, Sócrates, jantou ao lado de Mário Soares em Leiria.(CLICAR PARA VER)

 

SBF

(Foto e dicas: DN Online)

publicado por voltadoduche às 01:08

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29


mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO