A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

22
Jul 10

Por lá ficou o Sul e o mar e o calor e a dieta do fresco denominado peixe, escalado que sabe melhor a robalo a dourada ou enchova e as ferreiras e os sargos. Da sardinha dos “Algarves” o Chico diz que é rainha importada diretamente da “Tailândia”, e eu que lhe tiro a “roupa” deitada no pão e a como de seguida da mesma maneira que se usa a gaita-de-beiços.

 

Por lá ficou o fraco sinal da net no portátil! Os blogues sem postagens e a vontade não consegue vencer a contrariedade. A máquina ajeita-nos pela exigência. Agora, a banda larga já tem de ser muito larga e rápida.

 

A ansiedade do regresso, provoca a procura do “Monte da Lua” em cada colina até à linha do horizonte. A torre da “Pena” e o “véu” do vento marítimo, é a imagem que prevalece e dobra a distância.

 

Saboreando ainda o gosto da chegada – não por oposição ao que de bom os “Algarves” têm, mas, nos últimos dias, pelo calor peganhento e insuportável – lá vou repondo uma rotina sensaborona e de produção ausente. O ambiente de crise permanente com que nos brindam a toda a hora, não ajuda a animar as hostes.

 

A sala de espera estava menos movimentada, a dor e a depressão isola os pacientes do resto. O consultório tem uma cadeira nova e a conversa anima o ego, mesmo que volte a estar mais perto do corredor fundo, e, depois, aquele bloco redondo de lâmpadas acesas que me apagam com falinhas “mansas” até ao recobro.

 

Por lá ficou o Sul e o mar!

SBF

 

(Foto: Cacela Velha, Algarve)

publicado por voltadoduche às 16:12

05
Ago 09

 

E o reino ao sul lá ficou com os areais de Agosto cheios de esqueletos andantes e “deitantes” e eu, lá regressei para os braços da brisa apetecida que afaga a encosta da serra pela Eufémia e Penha Longa.

Não gosto de perder de vista o Palácio da Pena no penhasco fernandino.
Assim, com este aconchego, volto ao sossego da alma e às noites mais dormidas.

De saudades, até tenho do véu branco dobrando a altura da serra sempre na minha direcção e, não tarda muito, sai “borrisso” que dizem, “molha tolos” mas que molha tolos e os que não são.

Do “issê – dezanove” não se gosta por princípio. Não fujo a essa regra e no sentido da capital detesto. Mais de trinta anos, todos os dias de trabalho, não dá para deixar passar em branco.
Mas também gosto muito do “issê – dezanove”. Isso…gosto muito quando chego a Ranholas vindo do lado de Lisboa na direcção de Sintra.
Atenção aos pormenores. Os serviços da Câmara não podem deixar colocar painéis de anúncios, sejam eles quais forem, tapando o D. Fernando II na rotunda do Ramalhão.
SBF
(Foto: Serra de Sintra vista da Abrunheira - SBF)
publicado por voltadoduche às 00:42

01
Ago 09

 

Na mansidão do sul, chegam-me os ecos das “partidarisses” envenenadas.
Na esplanada desarrumada do senta - levanta, são copos e chávenas que vão e vêm, e eles continuam a dizer e a desdizer os convites que vão fazendo.
Aqui o sol do meio – dia, olha-se de frente, e os partidos olham-se de lado pelos maus exemplos que nos dão.
O areal está lotado de corpos “desfigurados” na cor e alguns (poucos) “afigurados” no feitio e curvas desenhadas.
Se não escondessem os trunfos pela batota, os eleitores acreditavam no jogo mas, havendo sempre cartas por baixo da mesa, é natural que cada vez haja menos crença neste jogo do: “Ora agora jogas tu, ora agora jogo eu e depois jogas tu mais eu”.
SBF
publicado por voltadoduche às 22:44

26
Jul 09

 

Não tenho andado por aqui porque tomei o caminho do sul.
Depois dos “santos” e dos “gémeos”, o desnorte leva-nos para o calor na direcção do meridiano.
O reino dos Algarves aproxima-nos do deserto e do continente africano onde tudo começou e onde o Preste João guardava as especiarias levadas em tempo de nascimento do salvador.
O braseiro do Algarve na raia de Espanha, amansa-nos as vontades e faz-nos suar as estopinhas.
Este sol ao sul, mesmo sem suão, queima que nem pira engalanada na praça medieval, na execução do mandado da inquisição que nos diminuiu, nos atrasou, nos embruteceu e nos tornou pecadores de pecados cometidos pelos outros.
Pelo reino dos Algarves ficarei até que a execução orçamental me mande de volta à brisa temperada de que já tenho saudades.
SBF
publicado por voltadoduche às 16:58

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO