A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

20
Abr 13




“A 10 de Dezembro de 1992, sem qualquer pressão internacional e sem nenhum exército inimigo às portas de Lisboa, a Assembleia da República aprovava o Tratado de União Europeia. (…) Foi a maior capitulação do País desde as cortes de Tomar de Abril de 1581 (…) ” «João Ferreira do Amaral, in introdução»


A leitura deste extraordinário ensaio de João Ferreira do Amaral é essencial para percebermos o erro capital que a elite política portuguesa cometeu, ao ter abdicado de boa parte da nossa soberania, oferecendo a moeda e o poder de a emitir quando dela precisássemos, aos novos conquistadores que se vinham instalando e implantando.   

 

João Ferreira do Amaral, desde que a ideia da moeda única vingou, alertou muitas vezes para a tragédia que aí viria se, o que era só “ideia”, alguma vez se viesse a concretizar. Ninguém ou muito poucos lhe deram ouvidos e o tempo passou. Infelizmente tinha razão. A ferramenta mais importante para evitar problemas financeiros do Estado e para fazer recuperar a economia, já não a temos – a nossa moeda!


Ao mesmo tempo alguns, (in) parceiros da nossa (des) união, emprestam-nos dinheiro a juros altíssimos enquanto eles se financiam a juros negativos. Com uma prática mais comum entre a agiotagem, poem-nos à míngua e passam de três em três meses para cobrarem a “quota”. Com amigos assim…

 

Do absurdo às razões de esperança: Novas alianças, novas estratégias”. Título do capítulo 5 do livro. Aqui, o autor mostra-nos outros caminhos para o nosso sucesso como País e como parte integrante e ativa da lusofonia.

 

O Atlântico é a nossa estrada e por aí devemos ir.


A edição é deste mês de Abril da “Lua de Papel” do universo “Leya”.

 

Silvestre Félix


(Capa do Livro do FB da editora)


25
Mai 11

Alguns membros do Governo Grego já admitem a possibilidade do País sair do Euro. Perante a necessidade de impor mais sacrifícios à população e a consequente reação desta, tudo pode acontecer.

 

Parece já não haver dúvidas, a presença de alguns Países no Euro é reversível. A acontecer isso, a União Europeia não subsistirá!

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 23:58
tags: ,

31
Mar 11

Alguma imprensa estrangeira, fazendo coro com tudo o que são as redes financeiras universais, vai contribuindo para o ataque cerrado ao EURO que, nesta fase, corre através da perspectiva do resgate de Portugal. Esta ação consertada acontece, principalmente, em jornais e revistas anglófonas, tanto Ingleses como Americanos. Alguns jornais foram buscar as imagens de Portugal dos anos sessenta do século XX, para ilustrar notícias que vão transmitindo. A Inglaterra não faz parte da zona euro e, nos USA, quem manda é o dólar. Por outro lado, todas as agências de notação financeira, lobys e carteis ligados ao grande capital, são Americanas. Ou seja, as “Sedes” dos tais “mercados” são New York e Londres.

 

 Como é costume, os nossos “profetas da desgraça” estão cada vez mais contentes e não perdem nenhuma oportunidade para voltar a dar destaque a todo o tipo de estatística negativa para Portugal. As positivas não interessam.

 

O que me angustia é que, sem Governo nos próximos 3 meses tudo pode piorar.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 12:09
tags: ,

05
Fev 11

Assim, como tem estado, não vale a pena e tem o fim anunciado.

 

O Conselho desta semana decorreu, mais uma vez, sob a pressão Franco-Alemã. No entanto, agora, parece-me que alguma coisa mudou naquelas mentes impositivas de Merkel e Sarkosy.

 

Muito embora o meio e forma de levar a “deles avante” não seja a mais correta, as ideias de maior integração política e maior coordenação económica, incluindo a institucionalização da tendência duma desejável harmonização fiscal, como contrapartida para o necessário aumento de fundos do “Fundo de Estabilidade do Euro”, são positivas. Não se compreende, por exemplo, que haja Países da UE onde as reformas se vencem por inteiro aos 67 anos, e outros aos 60 ou 62 anos. Da mesma forma não pode ser pacífico que a haja Países com IRC a 12 ou 15% e outros a 25 ou 30%. Como se pode desejar atingir a igualdade de benefícios e deveres em toda a Europa, antes de se corrigirem todas as premissas divergentes?

 

Se isto é o “Pacto de Competitividade e Convergência” que os dois propõem, estou de acordo.

 

Uma outra medida, mais ou menos anunciada, é a realização de cimeiras autónomas dos 17 membros do Euro. A primeira será já em Março, antes do previsto próximo Conselho. Não tem lógica nem é saudável, que Países fora do Euro tenham tantas palavras a dizer sobre a moeda, como os outros que estão lá dentro. Para já, parece-me fazer cada vez menos sentido, haver membros da UE não aderentes à moeda única. Não me espanta que o “diretório” venha, a curto prazo, a impor aos membros que têm outras moedas, com destaque para a Inglaterra, que formulem a intenção de adesão e que acertem a respetiva calendarização.

 

Pelo que fui lendo e ouvindo desde ontem sobre o assunto, há mais de dois anos que, na UE, não se trabalhava com tanta objetividade.

 

Penso que o Governo português esteve bem, avaliando, obviamente, as declarações feitas.

 

Relativamente ao futuro da União Europeia, estou um bocadinho menos pessimista!

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 19:48

25
Nov 10

 

 

Que farda terá ela levado hoje para a reunião do Diretório da União (??) Europeia? Amarela, vermelha, verde, azul, roxa ou cinzenta?

 

Que declarações bombásticas irão fazer aos jornalistas no final do encontro?

 

Serão decerto a jeito para ajudar a afundar mais os periféricos. Não dirão publicamente (por enquanto), mas pensam a toda a hora que é preciso limpar o “Marco”, aliás, o “Euro”, para que a Europa deles possa progredir.

 

Se estiverem em pé quando responderem às perguntas dos jornalistas, é muito importante que não se esqueçam de pôr o estrado de altura, para que o da França não se sinta inferior.

 

Tanto Mar à nossa frente…

 

Do ponto de vista económico e financeiro, o Diretório da UE, tem “mandado” fazer exatamente o contrário que Obama tem feito nos USA. Pelos resultados conhecidos, e que estamos a sentir na pele, parece-me não haver muitas dúvidas quem está a fazer bem.

 

SBF

publicado por voltadoduche às 16:14

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO