A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

13
Set 13

 

 

O Presidente americano, em pouco tempo e a propósito do conflito sírio, conseguiu virar contra si a maioria dos que o admiravam no seu País e por esse mundo fora.

 

Como se pode acreditar, à partida, que Bashar al-Assad criaria de livre vontade o terreno e todos os pretextos para uma intervenção militar americana contra o seu regime, atacando civis com armas químicas?

 

 

Muito melhores e certeiros na diplomacia aplicada, estão os “russos”. O Presidente Putin, nestes últimos dias e no que respeita à Síria, tem dado lições a toda a gente e, especialmente, aos defensores do ataque militar ocidental aquele País. A sua ativa intervenção evitou que Obama praticasse um erro com consequências desconhecidas mas, decerto, devastadoras para a região e negativos reflexos para todo o mundo.

    

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 15:05

02
Mai 11

A notícia do dia é a morte de Bin Laden. Com foto verdadeira ou não, parece indesmentível que a eliminação do líder da Al Qaeda aconteceu mesmo. A ortodoxia islâmica ganhou um novo mártir e, entretanto, em jeito de resposta, o Ocidente que se cuide porque a reação pode materializar-se a qualquer momento.

 

Como sempre, os especuladores aproveitam todas as notícias para justificarem a procura de ganhos dentro e fora das bolsas. Todo o dia os títulos bolsistas têm subido em todo o mundo. A cotação do petróleo, às primeiras horas da manhã, baixou por causa da morte de Bin Laden, agora, da parte da tarde, voltou a subir. Sabem porquê? Claro, por causa da morte do mesmo. Não é para rir, é mesmo assim. Para eles, todas as razões são válidas para especularem para cima ou para baixo.

 

As presidenciais norte-americanas são lá para Novembro de 2012 mas, pode muito bem acontecer que, a partir de hoje, já se saiba o resultado. O chefe da Al Qaeda era, de facto, o grande inimigo de cada um dos norte-americanos. Com o sucesso da ação desta madrugada pode muito bem acontecer que a popularidade de Obama suba bastante e não volte mais a cair até ao dia das eleições.

 

Fica no entanto uma dúvida que não vai ser esclarecida rapidamente. Como é que a generalidade do grande Islão vai encarar a situação. Os radicais que simpatizam com a Al Qaeda são uma minoria mas, em qualquer dos casos, existem barreiras difíceis de transpor para que este acontecimento tenha a mesma interpretação nas sociedades islâmicas e no Ocidente.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 17:39

25
Nov 10

 

 

Que farda terá ela levado hoje para a reunião do Diretório da União (??) Europeia? Amarela, vermelha, verde, azul, roxa ou cinzenta?

 

Que declarações bombásticas irão fazer aos jornalistas no final do encontro?

 

Serão decerto a jeito para ajudar a afundar mais os periféricos. Não dirão publicamente (por enquanto), mas pensam a toda a hora que é preciso limpar o “Marco”, aliás, o “Euro”, para que a Europa deles possa progredir.

 

Se estiverem em pé quando responderem às perguntas dos jornalistas, é muito importante que não se esqueçam de pôr o estrado de altura, para que o da França não se sinta inferior.

 

Tanto Mar à nossa frente…

 

Do ponto de vista económico e financeiro, o Diretório da UE, tem “mandado” fazer exatamente o contrário que Obama tem feito nos USA. Pelos resultados conhecidos, e que estamos a sentir na pele, parece-me não haver muitas dúvidas quem está a fazer bem.

 

SBF

publicado por voltadoduche às 16:14

20
Nov 10

Estou com uma de “caixão à cova”… «CONSTIPAÇÃO» o que pensavam que era?

 

De cabeça mais que pesada, sem a conseguir levantar para olhar de frente o Obama… sim o Barack… porque desde ontem é visita permanente aqui em casa. Até parece que já nos conhecemos há muito tempo. O homem é mesmo a descontração em pessoa. Não casa bem com tudo o que o rodeia mas, em atentados a presidentes, os americanos vão à frente e com grande avanço, de forma que, é melhor prevenir do que remediar.

 

De espirro e pingo no nariz, quase não consegui ver o da França. Ele tenta, com os tacões que o sapateiro lá do bairro lhe mete nos sapatos novos que semanalmente compra mas, mesmo assim, de tão pequeno, só se consegue ver de lado, porque à frente ou atrás, está sempre alguém mais alto.

 

Não me conformo com a ausência de protagonismo do da Itália. Que pena!

 

Até piorei da «constipação» por não ter percebido que farda levava hoje a "Big Boss". Seria amarela, verde, laranja ou vermelha? 

 

Entretanto, noutro planeta...

 

Quantas pessoas, civis e militares – dum lado e doutro – morreram este ano, este mês, esta semana ou hoje, no Afeganistão?

 

SBF

publicado por voltadoduche às 21:16

12
Dez 09

 

Em entrevista a transmitir na BBC amanhã, mas já hoje em parte divulgada, o Ex-Primeiro-Ministro Inglês, Tony Blair, reafirma a justiça do derrube do antigo líder do Iraque, Saddam Hussein.
O descaramento é tal, que o homem diz, claramente, que se o principal argumento não tivesse sido as “alegadas (e provado não existirem) armas de destruição maciça”, qualquer outro servia porque Saddam era perigoso na mesma.
É inacreditável! Como é que o mundo pode estar (ou esteve) na mão de figuras como esta e como o Bush? Arrastam-nos para uma guerra com consequências desastrosas e continuam a deitar veneno pela boca fora.
Por causa destas e por outras, é que estou muito pouco confiante no resultado de “Copenhaga 2009”. A rápida destruição do planeta pode andar por aí… Vamos ver se o Obama consegue fazer a diferença mas… é que, relativamente ao Afeganistão, as coisas não lhe estão a sair como ele queria.
VER AQUI MAIS PASSAGENS DA ENTREVISTA DO TONY BLAIR.
SBF
(Dicas: Público Online)
publicado por voltadoduche às 18:36

10
Set 09

 

Só desde que o plano de saúde de Barack Obama começou a ter lugar nos noticiários da nossa comunicação social, é que muitos portugueses se aperceberam da importância e do valor que tem o nosso Serviço Nacional de Saúde. Pode não ser o mais perfeito, mas no ranking europeu está seguramente nos lugares de cima. O direito a ser assistido pelo SNS é universal.
Nos últimos dias, tenho-me apercebido do desconhecimento que existe sobre o sistema de saúde que (não) existe nos USA. Neste momento existem 47 milhões de americanos que se adoecerem, não têm forma de se tratarem, só pagando. A única cobertura que existe, são os seguros de saúde privados. As pessoas trabalham, descontam para a seguradora e quando estão doentes ou têm um acidente, estão cobertos por essa apólice. Se têm o azar de ficar desempregados e, por consequência, deixar de ter condições para pagar o seguro, pura e simplesmente deixam de ter qualquer cobertura na doença.
O que Obama quer, é implementar um sistema de saúde universal, idêntico aos que existem aqui na Europa. Para nós é simples e óbvio, mas para a mentalidade ultra liberal americana, isto significa mais impostos, daí a contestação ao plano Obama muito orquestrada pelos republicanos e alas da direita radical e racista.
Barack Obama tem ainda um longo caminho a percorrer até conseguir transformar aquela sociedade que, como se pode ver, não é tão perfeita assim. Entretanto, as recordações do 11 de Setembro de 2001, não vão ajudar.
SBF
(Foto: Wikipédia)
publicado por voltadoduche às 15:41

Novembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
26
27
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO