A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

06
Fev 09

 

Ainda há um longo caminho a percorrer até chegarmos ao ponto de nos considerarmos cidadãos europeus acima de tudo. Os Ingleses são o maior exemplo disso. Continuam a não se querer misturar com os continentais. O que aconteceu nestes últimos dias na refinaria da “Total”, ilustra bem este sentimento que, em todo o caso, não é exclusivo dos Ingleses.
Com a crise, vem ao de cima tudo o que parecia ter ficado para trás em termos de “nacionalismos”. Esperamos todos que nos fiquemos pela economia.
A nível global, volta a considerar-se todo o tipo de medidas proteccionistas. Vamos com certeza, voltar a ser confrontados com taxas aduaneiras reguladoras de importação nos USA e noutros países terceiros. A EU vai ter que responder da mesma forma, ou seja, a organização mundial do comércio vai, aliás, já está a ser confrontada com esta nova realidade.
Nesta altura, com a globalidade a ficar mais relativa, vai fazer muito sentido aplicar aquela máxima; “o que é nacional é bom!”.
SBF
publicado por voltadoduche às 12:00
tags:

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
18
19
21

22
23
24
25
26
27
28


mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO