A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

12
Ago 12




Marc Levy é o autor francês mais lido em todo o mundo. Quando escreveu “Os filhos da liberdade”, quase 20 milhões de exemplares vendidos e publicado em mais de 40 idiomas, tinham passado 6 anos desde; “E se fosse verdade…”, o seu primeiro livro.

 

Filho de um membro da Brigada da Resistência francesa durante a ocupação nazi na Segunda Guerra Mundial, Marc Levy ouve, quando já tinha 18 anos, a verdadeira história daquela brigada composta por um grupo de adolescentes de que fazia parte seu Pai. Em resultado da sua narrativa e da investigação que se seguiu, o autor concluiu o extraordinário romance; “Os filhos da liberdade”.

 

A leitura do livro é empolgante e lembra-nos que há pouco mais de meio século a Alemanha nazi invadiu boa parte da Europa provocando mais de 70 milhões de mortos. Pouco mais de 20 anos antes, a mesma Alemanha, já tinha liderado a coligação que provocou a Primeira Guerra mundial com quase 20 milhões de mortes.

 

Os germanófilos continuam a desdobrar-se na divulgação das virtudes alemãs mas, neste tempo de crise, e com as posições polémicas do atual Governo alemão, a leitura do romance de Marc Levy alerta-nos para os perigos que a irresponsabilidade dos líderes europeus pode criar.

 

Marc Levy nasceu em 1961 e escreveu o seu primeiro livro em 2000. Vive entre Paris e londres e dedica-se inteiramente à escrita.

 

Este livro foi publicado em 2007 e, em Maio de 2012, a Bertrand publicou em versão de bolso este extraordinário romance; “Os filhos da liberdade” e subtítulo; “Uma história comovente de resistência, coragem e amor”, que custa só 8 euros. Não deixem de lê-lo.

 

 

publicado por voltadoduche às 23:18

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
16
17
18

21
22
25

26
31


mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO