A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

26
Jul 12

Cada vez mais, Primeiro-Ministro, alguns ministros e o Presidente da República, estão sujeitos a serem vaiados nas deslocações que ainda fazem pelo País. Uma parte considerável dos portugueses tem razões de sobra para protestar com os políticos que nos governam. Comparando com o que, em circunstâncias idênticas acontece noutros países, nomeadamente aqui ao lado, em Espanha, até que os portugueses são bastantes brandos para quem não merece.

 

O que em cima está escrito, trás implícito que as vaias e protestos são a voz do povo sofrido, numa postura de revolta espontânea por estar na presença de alguém culpado de muitos sacrifícios. O certo será isto e, neste pressuposto, são sempre poucos os portugueses que se dispõem a enfrentar as comitivas oficiais que, inacreditavelmente, continuam a transportar-se em carros topo de gama como se fossemos todos otários.

 

No entanto, existem outros protagonistas que, com a sua atitude, dão trunfos de borla aos que aqui, digo, serem culpados. Nos grupos que fazem a “espera” empunhando cartazes e gritando palavras de ordem, encontramos algumas caras que se repetem em todo o lado. Seja no sul, no norte ou no centro. Andam de um lado para o outro conforme os visados se deslocam. Têm todo o direito de o fazer e as organizações a que pertencem cumprem o seu papel na nossa democracia. Contudo, acho eu, ver as mesmas caras em sítios muito diferentes, desvirtua a intenção e esvazia o conteúdo.


“Quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele!”


Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 15:47
tags: ,

Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
21

22
23
24
25
27
28

29
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO