A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

20
Ago 11

Este Agosto cinzento que corre pelos dias fora e há de ter trinta e um dias como já teve Julho e disso são testemunhas os nozinhos entre as costas das minhas mãos e os dedos, vai condicionando o espírito e a disposição de toda a gente que ouve, vê, fala e pensa na crise que nos caiu em cima.

 

O Sol é energia nem sempre controlada mas, Agosto sem Sol, é qualquer coisa que não se explica em manual escolar normal nem sequer nas Novas Oportunidades que este Governo disse ir reavaliar como parece querer fazer a tudo. O português comum, aquele que leva com as medidas de austeridade em cima, não entende como é que, até o Sol de Agosto, único que lhe resta, está contra ele.

 

O português que aperta o cinto, que também tem obrigações de família e que de Agosto também já só levava o Sol porque é das poucas coisas que os do poder ainda não descobriram como cobrar imposto ou taxa especial e porque férias é coisa para deputados e outros titulares de altos cargos do Estado, está quase convencido que o querem tramar.

 

Há por aí muito “titular” com insónias… Pois claro!

 

Há muito que se diz: “A consciência tranquila é o melhor remédio contra a insónia

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 19:26
tags:

Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO