A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

31
Ago 09

 

O convívio com os amigos é sempre saboroso e hoje tive essa oportunidade.
Os pretextos são os mais variados mas acabam invariavelmente à mesa a comer e a beber. Ainda bem que pode ser assim, pelo bem que sabe e pela companhia.
Hoje, mais cinquenta de tempo contado em anos, e a nossa amiga consegue atingir uma quantidade de contados que é mítica para todos. Dizem até que é metade, oxalá que seja, é sinal que chegarás pelo menos aos cem de tempo contado em anos.
Esta noite vou dormir mais tranquilo porque a maioria dos meus amigos está bem.
Muita saúde para todos.
SBF
publicado por voltadoduche às 01:20
tags:

 

Penso que, como ser humano, teria sido mais feliz, se tivesse sido simplesmente Diana Spencer.
Faz hoje 12 anos que morreu daquela forma trágica. Os “média”, duma forma geral, foram os seus carrascos até ao fim.
A Princesa arrastava multidões e apagava completamente os outros membros da família real britânica, incluindo o marido. Aproximava-se e misturava-se (quando podia) com a população e com a sua expressão meiga e simpática, intervinha nas mais variadas causas humanitárias e conseguia sempre mobilizar os generosos no melhor sentido.
Vimo-la em campos de refugiados, no rescaldo de catrástrofes naturais, nos campos de minas em Angola, etc, etc.
A família real britânica nunca mais foi a mesma depois de Diana. Percebeu a Princesa e mudou, ou tentou, para melhor.
Esperemos que os filhos, principalmente o que se prevê venha a ter responsabilidades de estado, tenha aprendido com as muitas qualidades da Mãe.
SBF
(Foto: Wikipédia - 1987)
publicado por voltadoduche às 00:54

30
Ago 09

Este dia 30 de Agosto em 1999, foi vivido em Portugal com muita emoção. A generalidade da população portuguesa estava mobilizada para esta causa que, embora Timorense, sentíamos com intensidade fraternal.
O esforço, para se chegar ao referendo, tinha sido grande e, nem mesmo as ameaças das milícias pró – indonésias, conseguiram evitar que os Timorenses em massa fossem votar pela Independência do País.
Na verdade o pior estava para vir. As milícias cumpriram o que andavam a prometer. Cinco ou seis dias depois do referendo, e imediatamente a seguir ao anúncio oficial da vitória esmagadora (78,5%) pela independência, o terror começou. As milícias e muitos militares Indonésios, em poucas horas, arrasaram Dili e as principais cidades de Timor Leste, causando mais de mil mortos e muitos milhares de desalojados e deslocados.
O sacrifício foi pesado mas, não fora o êxito do referendo, e o processo teria ficado no impasse, não se sabendo o que poderia ter acontecido.
Assisti, uns dias depois, no aeroporto de Lisboa, à chegada do Bispo de Dili, D. Ximenes Belo. Foi uma loucura. Nunca tinha visto nada igual nas chegadas do aeroporto, e, desde aí, por a  Av. de Berlim e até ao Campo Grande estava tudo apinhado de gente saudando o Bispo, como se estivéssemos a abraçar o povo todo de Timor Leste.
Com tal espontaneidade e entusiasmo, só no nosso 25 de Abril ou no primeiro 1º de Maio de 1974.
SBF
(Gravura: Bandeira de Timor Lete - Wikipédia)
publicado por voltadoduche às 00:52

29
Ago 09

 

Programa para cá, programa para lá, e é sempre a mesma treta – os do clube, defendem o(a) chefe com unhas e dentes, tudo o que vem dele(a) é o melhor do mundo e resolve todos os problemas, os do outro atacam sempre o adversário, também defendem o(a) chefe com unhas e dentes, e o seu programa é que vai fazer os portugueses mais felizes e com uma qualidade de vida de se lhe tirar o chapéu. De A a Z, usam todos a mesma cartilha.
Os portugueses não precisam de programas eleitorais elaborados nos gabinetes, com o “profundo” objectivo de prometer coisas e ideias (promessa, no “dicionário” da política partidária, não significa que se cumpra), o que precisamos é de posturas verdadeiramente competentes e honestas para levar o País ao nível dos melhores.
O cidadão comum não vai ler programa nenhum, logo, não é por aí que os partidos têm mais ou menos votos. Há meia dúzia de pressupostos que influenciam a opção de voto, e, entre eles, a frequência com que o(a) candidato(a) aparece nas televisões e a intensidade e o descaramento na demagogia. É mesmo verdade que a comunicação social tem muito poder. Tem tanto, que até consegue influenciar a eleição ou a derrota de um candidato.  
Sei que os partidos são o suporte do nosso regime democrático, mas, não nos fica mal, querermos que os partidos sejam melhores, e que, acima de tudo, defendam os interesses da sociedade e não, só, do seu clube.
SBF
publicado por voltadoduche às 17:02

27
Ago 09

 

Lembro-me onde estava, o que fazia e quem me acompanhava, quando ouvi a notícia da morte de Carlos Paião no rádio que sempre ouvíamos no escritório da empresa onde trabalhava, no edifício 25 do terminal de carga do aeroporto de Lisboa.
Ao longo da vida, não são muitos os acontecimentos em que temos a lembrança em pormenor do tempo, local e circunstâncias, em que deles temos conhecimento. São de facto poucos, e, esta notícia, a 26 de Agosto de 1988, é uma excepção porque foi, para mim, muito importante.
Era uma personalidade muito querida da generalidade dos portugueses. Era um artista com um A muito grande. Compositor, escreveu perto de 500 canções, e cantor com cerca de 50 gravadas, e muitos outros artistas também cantaram canções suas. Se com 30 anos, era essa a idade quando morreu, tinha esta produção, não é difícil imaginar o que seria se tivesse continuado entre nós.
O meu tributo a Carlos Paião!
SBF
(Retrato: Tributo – Portugal Rebelde)
publicado por voltadoduche às 00:37

26
Ago 09

Este Presidente da Republica atingiu o recorde de vetos numa primeira legislatura.
O veto da lei reguladora das uniões de facto, vem na linha do seu conservadorismo reconhecido.
Fez dele, do presidente, os argumentos dos partidos da direita, da igreja católica e de outros meios da nossa sociedade velha e bafienta.
Definitivamente o PR assume-se, não como árbitro dos poderes instituídos, mas sim como contrapeso de uma parte deles.
Os vetos e as promulgações, com este PR, são atitudes ideológicas.
É uma interpretação do exercício do cargo a que não estávamos habituados.
SBF
(Gravura: Bandeira da Presidência - Wikipédia)
publicado por voltadoduche às 01:07

25
Ago 09

 

Leite Derramado
De Chico Buarque
Li o “Leite Derramado” a correr porque a delícia de narrativa não deixa parar.
Muitas histórias da história duma vida muito longa.
O Velho, que vai contando a sua vida, a partir duma cama de hospital, sem qualquer critério cronológico em resultado da doença e da senilidade.
Como o Velho é muito Velho e membro de uma família tradicional brasileira, os quadros contados a quem o quiser ouvir, atravessam a história do Brasil dos séculos IXX, XX e começo deste XXI.
Chico Buarque de Holanda nasceu no Rio de Janeiro em 1944 é cantor, compositor e escritor.
Publicações Dom Quixote, 1º e 2ª edição em Junho de 2009.
Boa leitura!
SBF
(Gravura: Capa do Livro)
publicado por voltadoduche às 01:30

24
Ago 09

Neste dia 23 de Agosto, fez 19 anos que o parlamento da finada RDA (Republica Democrática Alemã) ou Alemanha do Leste, aprovou a sua reincorporação na RFA (Republica Federal Alemã) ou Alemanha Ocidental, iniciando-se assim, duma maneira institucional, a esperada reunificação da Alemanha que se mantinha separada após a segunda guerra mundial e formalizada em 1949.
O maior símbolo da “Guerra Fria” foi o muro de Berlim. Esta cidade, antiga (e novamente desde 2000) capital da Alemanha, embora estivesse na área da RFA, foi dividida como troféu de guerra entre as potências vencedoras da guerra e a parte que coube à URSS, foi transformada em capital da RDA. Em virtude de os habitantes de Berlim Leste constantemente fugirem para a parte Ocidental, a RDA decidiu construir um muro em betão, separando a cidade ao meio, a partir de 1961. É claro que este muro da vergonha separou, não só os edifícios, mas também as famílias e os amigos, como acontece sempre nestes casos, porque este, infelizmente não é o único.
Quando em 1989, o bloco socialista, com a URSS à frente, se desmoronou, o povo de Berlim, decidiu começar a derrubar o muro da vergonha e, quando no Verão do ano seguinte, 1990, se concretizam as negociações para a reunificação, já o muro tinha muitas brechas, embora se mantivesse a fronteira.
Eu, estive em Berlim em Junho de 1990. Passei o muro do ocidente para leste e vice-versa, mas pela fronteira com direito a carimbo no passaporte e, como não podia deixar de ser, trouxe um bocado do muro que mostro na foto acima.
Passados todos estes anos, não é fácil transmitir as sensações da altura. Era como se a felicidade finalmente tivesse descido ao mundo. Só a alegria existia naquela cidade, todos eram bons e tudo ia ser bom para o futuro.
Pelo nosso 25 de Abril e nos dias que se seguiram, também tive as mesmas sensações. As coisas más iam desaparecer e ia passar a haver só coisas boas…
SBF
(Foto: Silvestre Félix)
publicado por voltadoduche às 01:21

21
Ago 09

 

A forma como alguns politiqueiros e analistas da nossa praça, se apressaram a passar a mensagem de incompatibilidade entre o reconhecimento de mérito do Governo, e o facto de Moita Flores ser Presidente eleito como independente numa lista do PSD, e voltar a ser candidato na mesma situação, e ainda por cima não garantir, à partida, em quem vai votar nas legislativas, mostra, para os que ainda têm dúvidas, como os aparelhos dos nossos partidos estão desadequados, velhos, desactualizados e a precisarem de reforma.
Força Moita Flores!
Não ter dono, não lamber botas e ser realmente independente, tem definitivamente de poder ser uma opção na nossa vida política.
SBF
(Gravura: Wikipédia)
publicado por voltadoduche às 00:47

20
Ago 09

As falhas de funcionamento da linha de saúde 24 horas (808 24 24 24), está a causar um ambiente de grande insegurança e o Governo tem de fazer qualquer coisa rapidamente.
Não chega sucederem-se as declarações da DGS e do MS, dizendo que está tudo controlado e que as pessoas não devem entrar em pânico, se o primeiro veículo de contacto com os serviços de saúde, que é a linha 24, não está lá.
Também acho que as coisas estão empoladas, a gripe A não passa de uma GRIPE, mas dadas as suas características e a ausência de vacinação, é indispensável que a população sinta segurança.
SBF
(Gravura da Internet)

 

 

publicado por voltadoduche às 16:09
tags:

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
15

16
17
22

23
28



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO