A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

20
Fev 09

As taxas do SNS que o ex-ministro Correia de Campos criou para as cirurgias e internamentos são completamente absurdas, e não têm nada de “moderadoras”. Não se é internado por gosto e muito menos se é furado por um bisturi.
Deputados do PS; Mais logo, vão votar a possibilidade de revogação da aplicação destas taxas nestas duas situações, não deixem fugir esta oportunidade optando pelo sim.
SBF

 

 

publicado por voltadoduche às 01:02
tags:

17
Fev 09

 

A crise global pegou-se-nos à pele e não desgruda.
Ele é;
donas brancas descobertas que aparecem como cogumelos,
mercados bolsistas a caírem em sacos literalmente rotos,
moedas nacionais a desvalorizarem com tantos zeros à esquerda que qualquer dia não há zeros que cheguem,
declarações de falência (verdadeiras e fraudulentas) de empresas grandes e pequenas, nacionais e multinacionais, em bicha pirilau à porta dos tribunais,
e os governos continuam a querer salvar os bancos,
e os governos continuam a querer salvar a industria poluidora dos automóveis,
e os governos continuam a querer salvar o sistema,
e o ZÉ fica sem emprego,
e o ZÉ fica sem dinheiro para pagar o empréstimo,
e o Zé fica sem carro e sem casa,
e o ZÉ continua a ser lixado,
e o ZÉ é o mexilhão.
SBF
publicado por voltadoduche às 17:07

15
Fev 09

 

A generalidade dos órgãos de comunicação social deu conta, durante a semana, da não recondução de Joana Amaral Dias, nos Órgãos Dirigentes do “Bloco”.
(Olha para o que eu digo, não olhes para o que eu faço!)
 
Em declarações à Rádio Clube Português e noticiado no Diário de Notícias de Sexta-Feira, um “fiscalista/comentarista” da nossa praça, fez considerações muito infelizes sobre os nossos Bombeiros Voluntários. Este senhor de facto fala muito e depressa…
(Quem muito fala pouco acerta!)   
 
Hoje no “Expresso” li: “Angolanos compram “sol”.”
(Nem tudo o que parece, é!)
 
Um amigo ontem enviou-me o seguinte texto por email:
“Os donos do capital vão estimular a classe trabalhadora a comprar bens caros, casas e tecnológica, fazendo-os dever cada vez mais, até que se torne insuportável. O crédito não pago levará os bancos à falência, que terão que ser nacionalizados pelo Estado”
Karl Marx, “O Capital”, 1867
(Onde é que eu já vi isto?...)
(Qualquer semelhança com a actualidade não é mera coincidência) 
 
Como é do conhecimento geral, no último Domingo, “O Professor” disse que o PSD, com a actual equipa dirigente, se arriscava a atingir o “ponto de não retorno” e que “deixa de concorrer para ganhar e passa a concorrer como o PP, o PCP e o BE para perder por poucos ou para tirar a maioria ao PS”. É claro que levou com o “aparelho” e não só, em cima, mas…
(Quem fala verdade não merece castigo!)
 

SBF

publicado por voltadoduche às 14:32

06
Fev 09

 

Ainda há um longo caminho a percorrer até chegarmos ao ponto de nos considerarmos cidadãos europeus acima de tudo. Os Ingleses são o maior exemplo disso. Continuam a não se querer misturar com os continentais. O que aconteceu nestes últimos dias na refinaria da “Total”, ilustra bem este sentimento que, em todo o caso, não é exclusivo dos Ingleses.
Com a crise, vem ao de cima tudo o que parecia ter ficado para trás em termos de “nacionalismos”. Esperamos todos que nos fiquemos pela economia.
A nível global, volta a considerar-se todo o tipo de medidas proteccionistas. Vamos com certeza, voltar a ser confrontados com taxas aduaneiras reguladoras de importação nos USA e noutros países terceiros. A EU vai ter que responder da mesma forma, ou seja, a organização mundial do comércio vai, aliás, já está a ser confrontada com esta nova realidade.
Nesta altura, com a globalidade a ficar mais relativa, vai fazer muito sentido aplicar aquela máxima; “o que é nacional é bom!”.
SBF
publicado por voltadoduche às 12:00
tags:

01
Fev 09

Passou tanto tempo, em anos contado, e a figura, como que parida das entranhas do Grande Rafael Bordalo Pinheiro, continua aí actualizadíssima.
Por cima das nossas cabeças, sempre paira aquele peso de tempestade, que mais tarde ou mais cedo, se abate sobre nós.
Seja por “superfície - frontal” ou por qualquer outra “frente” ou “traseira”, o “ZÉ” está sempre malhado. Com crise ou sem crise, o rendimento é sempre para sobreviver e é quando chega.
Quando corre de feição às “Donas brancas” que por aí se estabeleceram, e com a “lábia” cursada nas “melhores” universidades dos “states” ou até do nosso “burgo”, vão conseguindo fazer crer ao “ZÉ” que, com uns troquitos, a vida vai melhorar. Vai daí, o “ZÉ”, assina as promissórias, hipoteca a sua territa e casita, e está feito! Já foi!
As “donas brancas”, que no mundo civilizado, nalguns casos, lhes chamam “bancos” (não são de cozinha), engordam sem parar, e como tudo o que é demais faz mal, acabam por estoirar, e, mais uma vez, quem se lixa é o “ZÉ”. Pois claro, é o “ZÉ” que ficou sem os troquitos, sem a territa, sem a casita, sem nada.
Pela porta do “cavalo” saem as “donas brancas” de muito “fininho”, e, 124 anos de tempo contado, desde o seu nascimento, a Fábrica de Cerâmica do Rafael Bordalo Pinheiro nas Caldas da Rainha, está em risco de desaparecer.
Governantes do meu País, não deixem desaparecer mais este pedaço do nosso património cultural. Temos a obrigação de salvar a “Rafael Bordalo Pinheiro”.
SBF
publicado por voltadoduche às 14:53
tags:

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
18
19
21

22
23
24
25
26
27
28


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO