A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

09
Out 11

Em vez dos discursos e entrevistas catastrofistas do Presidente da República, do Primeiro-Ministro e de alguns dos seus ministros, para quando – como muito bem pergunta Pedro Marques Lopes na sua crónica do Diário de Notícias – um pouco de esperança? É tempo do Governo começar a explicar melhor porque é que nos está a pôr a “pão e água”. As medidas de austeridade estão a surgir avulso e de todos os lados mas sem qualquer ligação entre si que não seja a Troika ou a conjuntura internacional, contrariando, aliás, tudo o que diziam antes das eleições.

 

Cavaco Silva continua a dizer que «temos de trabalhar mais e melhor». Mas quem é que tem de pôr o País a «trabalhar mais e melhor»? São os que trabalham, o cidadão comum? Claro que não! Hão de ser os empresários, os que têm a responsabilidade da gestão das empresas, da economia e, em última análise, os políticos com responsabilidades governativas em todos os patamares – Central, regional e autárquico.

  

O Governo não pode esticar muito mais a corda. É bom que comece a dizer que caminho vamos percorrer. Temos o direito de escolher percorrê-lo, ou não.

  

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 19:37
tags:

Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
12
15

16
17
18
20
22

23
25
27
28
29

30


mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO