A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

18
Jun 11

É uma «lapalissada» afirmar que, se for bem feito, não é essencial que a “Cultura” more num Ministério em vez de Secretaria como acontece no novo Governo mas, que é demonstrativo das prioridades agora definidas, lá isso é!

 

Mesmo em tempo de «vacas-gordas», nem sempre a Cultura foi valorizada pelos nossos governos, quanto mais nesta situação de penúria financeira em que nos encontramos. Dizendo isto não estou a declara-me conformado com a aparente, mas quase certa, subalternização da Cultura nos próximos tempos.

 

Aceitando como desejável a viragem de página que se diz vir a acontecer, para um País com 900 anos de história e um património desaproveitado e abandonado, encaixaria perfeitamente, a par da renovação da agricultura da pesca e das industrias ligadas ao mar, um desenvolvimento cultural muito abrangente.

 

Vamos ver o que Francisco José Viegas consegue fazer pela Cultura nestes tempos de escasso dinheiro. Era bom que nos conseguisse convencer que não ficamos culturalmente mais pobres com a ausência da Cultura no Conselho de Ministros.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 17:46

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

14

23
24

26
28
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO