A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

27
Abr 11

A situação na Líbia, na Síria, no Iémen, o importante acordo entre a Fatah e o Hamas permitindo a formação dum novo Governo Palestiniano, o entendimento absurdo, ou não, de Sarkosy e Berlusconi para deitar “Schengen” ao lixo, a taxa de juro completamente estapafúrdia da dívida soberana grega a chegar aos 27% e a União (?) Europeia e o BCE, mais uma vez a assobiar p’ró lado e todas as desgraças que há no mundo sem ser em Portugal, que dessas, estamos nós mais que fartos, tudo isso perde, em muitos pontos, a mobilização de todos os meios de comunicação social à escala global, para dar cobertura ao casamento real Inglês.

 

É impressionante como dum casamento entre duas pessoas, sejam elas reais, se pode construir tamanha “empresa” de interesses e lucros sem limite. A natureza humana tem destas coisas e, por muito que me esforce, não consigo entender como “o circo” pode interessar a tantos milhões de pessoas. É verdade que muitos fora do Reino Unido continuam a ser súbditos de Sua Majestade – singularidade do império Britânico – mas, mesmo assim, os fanáticos são muitos mais.

 

Silvestre Félix

publicado por voltadoduche às 22:17

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9


22
23

24


mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO