A volta das voltas. Chegamos, partimos e lá voltamos sempre!

12
Dez 10

 

Camarate – Um caso ainda em aberto

De: Diogo Freitas do Amaral

 

Freitas do Amaral era, à data do desastre de Camarate, Ministro dos Negócios Estrangeiros e Vice-Primeiro-Ministro do Governo de Sá Carneiro e um dos três líderes da AD. Embora nunca tenha afirmado categoricamente que o “caso Camarate” tinha sido acidente ou atentado, ao longo dos anos, sempre se indignou pela (aparente) falta de empenhamento das autoridades portuguesas, em apurar a verdade.

Pela leitura do livro, vamos descobrindo com o autor, situações caricatas que denunciam uma inacreditável (é o que parece) falta de vontade em levar o caso a Tribunal. Se assim foi, para os que o queriam, conseguiram. O caso prescreveu para a Justiça e, tudo o que ainda não tinha sido esclarecido, só o pode ser, a nível Parlamentar.

 

Diogo Freitas do Amaral destaca dois dados que, na sua opinião, são determinantes no apuramento de tudo o que aconteceu: Investigação sobre o desaparecimento de um telegrama enviado pelo Embaixador no Reino Unido para o Ministério em Lisboa, que ele próprio leu e despachou pelo seu punho e, investigação sobre a existência e movimentação, até não se sabe quando, do “Fundo de Defesa Militar do Ultramar” (FDMU).

 

O autor, Professor Diogo Freitas do Amaral, tem 69 anos é professor Catedrático, foi fundador e Presidente do CDS durante 12 anos. Teve, até agora inúmeros cargos políticos nacionais, sendo que, no âmbito internacional foi Presidente da 50ª Assembleia Geral das Nações Unidas (1995-1996).

A Edição é da “Bertrand Editora” e, a primeira, foi em Novembro de 2010.

 

SBF

 

(Imagem: Capa do Livro - Site da Editora)

publicado por voltadoduche às 01:05

Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





mais sobre mim
pesquisar
 
HOJE VIERAM VISITAR-ME

contador gratis
DESDE 14.06.2009
Free Counter
Free Counter
PELO MUNDO FORA DESDE 28.10.2009
Locations of visitors to this page
blogs SAPO